Wilson Filho é denunciado pela PGR por organização criminosa em plena campanha


O deputado paraibano Wilson Filho (PTB) foi denunciado pelo Ministério Público Federal, pelo crime de organização criminosa no âmbito da Operação Registro Espúrio. Wilson e mais 25 pessoas, inclusive o ex-deputado Roberto Jefferson, presidente nacional do PTB, o ex-ministro Helton Yomura (Trabalho) e os deputados Cristiane Brasil (PTB-RJ), Paulinho da Força (SD-SP), Jovair Arantes (PTB-GO) e Nelson Marquezelli (PTB-SP).

Caberá a partir de agora ao Supremo Tribunal Federal decidir acolher ou rejeitar a acusação. Se acolher, os denunciados se tornarão réus e passarão a responder a uma ação penal. Se rejeitar, o caso será arquivado. De acordo com as investigações, os acusados cobravam propina de interessados em obter o registro sindical no ministério. Em troca, as entidades furavam a fila dos pedidos e tinham os registros aprovados.

Wilson Filho se pronunciou, por meio de nota, desde a deflagração da operação, e negou participação na concessão de registros sindicais no Ministério do Trabalho. O deputado tem condições legais de seguir normalmente com sua candidatura, mas é inegável que o peso da denúncia, poderá comprometer seu desempenho eleitoral.






Blog do Helder Moura




Nenhum comentário

Aviso: Os comentários serão moderados...

Tecnologia do Blogger.