Polícia investiga suposta ameaça de boneca Momo no WhatsApp


Caso foi registrado na 10ª Delegacia Distrital, no bairro de Tambaú, em João Pessoa


A Polícia Civil da Paraíba investiga uma denúncia feita por seis pessoas de uma mesma família que dizem ter recebido mensagens de texto com ameaças. As mensagens foram enviadas todas pelo mesmo número de telefone e com a mesma foto de perfil, a imagem da boneca Momo (desafio na internet). O conteúdo causou pânico entre as vítimas. De acordo com uma das vítimas, que pediu para não ser identificada, a primeira mensagem recebida pelo número misterioso foi um bom dia e em seguida chegaram as ameaças. “Eu comecei a receber ameaças de morte através do WhatsApp”, relatou.

O curioso é que o número do telefone não bloqueia. As vítimas tentam bloquear o número e em seguida recebem as mesmas mensagens novamente. O caso vai ser investigado pela 10ª Delegacia Distrital, no bairro de Tambaú, onde as vítimas moram. O fato chamou a atenção das autoridades, e é o primeiro registrado na Central de Polícia de João Pessoa.

No estado do Pernambuco, a Polícia Civil investiga uma suposta vítima do desafio da boneca Momo, que testa a resistência ao ato se sufocar. A suspeita é de que um menino de 12 anos encontrado com sinais de enforcamento no bairro de Aldeia, em Camaragibe, no último dia 16 também tenha sido vítima da “brincadeira”. O caso teria acontecido no mesmo dia em que Arthur Luis, 9 anos, morreu após se enforcar na casa onde morava, no bairro do Cordeiro. A mãe acredita que o filho foi vítima do desafio da boneca Momo.

De acordo com o porta-voz da Polícia Federal, Giovanni Santoro, os casos servem de alerta aos pais e educadores. Segundo ele, é preciso buscar informações para falar aos adolescentes e jovens sobre os riscos na internet em que adultos procuram artifícios para enganar as pessoas. “É preciso compreender como eles agem para identificar o problema e se ver livre de riscos. A criança ou pessoa muito bem informada será mais protegida”, afirmou Giovanni.

A boneca Momo

Assim como o desafio da baleia azul, que vem vitimando inúmeras crianças no Brasil e no mundo, a boneca Momo é mais uma corrente que circula pelo WhatsApp e outras redes sociais. A imagem associada a esse personagem é, na verdade, uma escultura que está situada numa galeria em Tóquio. Sua aparência macabra tem sido usada por pessoas do mundo inteiro para assustar crianças e adolescentes, além de arrancar informações pessoais e, em última instância, propor desafios que podem lhes custar a vida.



Por: Redação OP9


Nenhum comentário

Aviso: Os comentários serão moderados...

Tecnologia do Blogger.