Compartilhar ai vai!

STJ nega habeas corpus para tirar Berg Lima da cadeia


O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou o pedido de liminar impetrado pela defesa do prefeito de Bayeux afasta, Berg Lima (Podemos), que pedia a liberdade do gestor. O pedido de habeas corpus foi impetrado pela defesa no dia 10 do mês passado, cinco dias após a prisão dele. A decisão foi da ministra Thereza de Assis Moura, relatora da matéria. O mérito da ação ainda vai ser julgado. Lima é acusado de extorquir fornecedores da Prefeitura de Bayeux, para autorizar o pagamento de faturas em aberto. Ele foi flagrado em vídeo enquanto recebia o pagamento feito por um empresário do ramo de alimentação.

A operação que resultou na prisão de Berg Lima foi coordenada pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) e contou com a participação da Polícia Civil. No pedido de prisão, o Ministério Público da Paraíba alegou a conduta “criminosa” do agente público. Os relatos do empresário, segundo a denúncia, mostraram a forma reiterada com que a cobrança de propina para o recebimento de valores devidos vinha acontecendo. Com o afastamento de Lima, o cargo foi assumido pelo vice, Luiz Antônio (PSDB). Ele ficará no poder enquanto o prefeito estiver afastado do cargo. A Câmara Municipal instaurou um processo que pede a cassação do mandato do gestor.





Fobte:  Jornal da Paraíba.





Nenhum comentário

Aviso: Os comentários serão moderados...

Tecnologia do Blogger.