Operação contra roubo de cargas e crime organizado no Rio já tem dois mortos e 18 pessoas presas




Representantes das forças de segurança estadual e federal concederam entrevista coletiva, iniciada pouco antes das 11h deste sábado (5), sobre a Operação Onerat, contra o roubo de cargas e o crime organizado no Rio. Até fim da conversa com jornalistas, por volta das 12h30, havia dois homens mortos em confronto e 18 pessoas presas.

Quinze dos 40 mandados de prisão da Onerat – carga, em latim – foram cumpridos. Os outros foram presos em flagrante. Os agentes também apreenderam dois adolescentes.

A ação que ocupou o Complexo do Lins contou com cerca de 5 mil homens – quase o dobro da ocupação do Complexo do Alemão, em 2010.

Foram apreendidas três pistolas, duas granadas, quatro rádios, 16 carros e uma motocicleta e entorpecentes.

“Mesmo com toda a dificuldade que o estado está enfrentando, as polícias dedicaram todos os seus esforços e encontraram diversos responsáveis pelo crime de roubo de cargas”, destacou o secretário de Segurança do Rio, Roberto Sá.

Questionado sobre um possível vazamento da operação, já que menos da metade dos mandados de prisão haviam sido cumpridos até o início da coletiva, Sá disse que não há indícios de que as informações tenham chegado aos criminosos.

Veja algumas imagens da operação:




Todas as fotos foram veiculadas no G1

Da Redação com G1

Nenhum comentário

Aviso: Os comentários serão moderados...

Tecnologia do Blogger.