Compartilhar ai vai!

Dólar opera instável à espera da votação contra Temer



O dólar opera instável nesta quarta-feira (2), à espera da votação na Câmara dos Deputados da denúncia de crime de corrupção passiva contra o presidente Michel Temer, com base nas delações de executivos do grupo J&F, segundo a Reuters.

Às 13h09, a moeda norte-americana caía 0,25%, vendida a R$ 3,1179. Veja a cotação hoje.
“Os investidores estarão atentos ao placar de votos, que servirá de termômetro para a agenda de reformas do governo”, avaliou à Reuters o analista de câmbio da Correparti Corretora, Guilherme França Esquelbek.

A sessão da Câmara já teve início, mas a votação só começará com a presença de 342 deputados em plenário, mesmo número de votos favoráveis à denúncia necessários para a Câmara autorizar o Supremo Tribunal Federal (STF) a julgar a acusação do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra Temer.

“A expectativa do governo é de vitória tranquila…Uma margem apertada..seria mal recebida”, explicou a corretora Coinvalores em relatório a clientes.

O presidente Temer exonerou ministros para garantir quórum para a votação.

O mercado está interessado sobretudo na possibilidade do andamento da reforma da Previdência, essencial para ajudar no ajuste das contas públicas, segundo a Reuters.

O dólar teve forte queda de manhã, após a divulgação dos dados de julho do mercado de trabalho norte-americano piores do que as projeções. Mas a revisão dos números de junho para cima acabou neutralizando os efeitos.

No exterior, o dólar tinha leve queda ante uma cesta de moedas, mas subia ante divisas emergentes, como o peso mexicano e lira turca.

Na véspera, a moeda norte-americana subiu 0,25%, a R$ 3,126 na venda. No ano, o dólar acumula queda de 3,81% em relação ao real.





O Globo




Nenhum comentário

Aviso: Os comentários serão moderados...

Tecnologia do Blogger.