“Deus e Michel Temer”, diz deputado que tatuou o nome de Temer no ombro


O deputado que tatuou o nome “Temer” no ombro conseguiu chamar a atenção até depois da votação da denúncia na Câmara.

Do Congresso, Wladimir Costa (SD-PA) seguiu ao Palácio do Planalto, subiu à sala do presidente e entrevistou o peemedebista.

“Estamos aqui no Palácio do Planalto. (Estão aqui) deputados, assessores, ministros, o ministro (da Defesa, Raul) Jungmann, ministro (da Fazenda, Henrique) Meirelles, presidente Temer, advogado (Antonio) Mariz (de Oliveira, defensor de Temer no processo)”, iniciou Wladimir no vídeo que ele próprio divulgou pelo Whatsapp.

O deputado aborda em seguida o presidente, que conversava com o senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) e seu filho, Fernando Coelho Filho (PSB-PE), ministro de Minas e Energia:

“Presidente, vitória do povo brasileiro, maioria absoluta, Deus e Michel Temer, com a sua biografia e sua história”, disse.

Temer, então, responde:

“Foi uma vitória significativa, porque afinal foi mais do que a maioria absoluta da Câmara dos Deputados, o que revela a conexão, a junção muito grande entre o Congresso Nacional, a Câmara dos Deputados, e o Poder Executivo. A Câmara dos Deputados fez o que deveria fazer: justiça. Eu estou muito grato à Câmara dos Deputados, aos brasileiros e brasileiras que nos apoiaram neste tempo, aqueles que compreenderam as dificuldades do país, que estamos superando as dificuldades do país”, agradeceu Temer.

Wladimir termina a conversa e o vídeo com um “é nóis”.

“Graças a Deus, “é nóis”, é a turma do Michel Temer, Deus no comando”, finalizou.

Veja o vídeo aqui






Da Redação com O globo



Nenhum comentário

Aviso: Os comentários serão moderados...

Tecnologia do Blogger.