A utopia de John Lennon

POR MARCOS LUCENA



Certa vez eu comentei com um amigo que os maiores inimigos da humanidade seriam Pátria, Família e Religião. Ele arregalou os olhos e disse: “ta maluco, cara?”. Nem todos estão preparados para ouvir uma frase dessas, afinal de contas crescemos aprendendo que “temos que ter amor e devoção à pátria, se necessário até morrer por ela”, “a família é a base de tudo” e “na vida todos tem que ter uma religião”. E certamente, seja qual for o assunto, ouvir alguém falar algo diferente do que ouvimos a vida inteira não nos soa bem. Mas vamos à análise fria?

O que faz formar as pátrias ou os países? Eu vejo duas questões, acidentes geográficos e / ou divisões políticas. As fronteiras podem ser oceanos, rios, muros (como era o de Berlim) ou mesmo linhas imaginárias. Por que existe continente europeu e continente asiático, se na prática por definição seriam o mesmo continente? Divisão política. Por que se deve morrer por um acidente geográfico ou por uma divisão política? Todos nascem cidadãos do planeta, mas não têm o direito de ir e vir, nem buscar melhores oportunidades de trabalho em áreas mais desenvolvidas. Então os nigerianos que queriam ingressar no Brasil em busca de trabalho não são bem-vindos só por serem de outro país? Eles que morram de fome só por não serem da mesma pátria que nós?

Pela mesma linha, por que não admito a idéia de ver meu filho passando fome, mas fico indiferente a uma criança dormindo na rua? Não é da minha família, não posso resolver os problemas do mundo, é problema do governo, certo? Por que não consideramos cada ser humano como irmão?

Religiões buscam dar sentido à vida e esclarecer dúvidas humanas (de onde viemos, para onde vamos) através de crenças, porém acabam por influenciar o estilo de vida de seus adeptos. Infelizmente, muitos tendem a não respeitar o estilo de vida dos não adeptos. Não é novidade que as guerras por motivos religiosos já mataram tanto ou mais pessoas do que as outras guerras.

Agora vamos à letra da música Imagine, de John Lennon, que muitos admiram, mas nunca prestaram atenção na mensagem:

“Imagine que não há paraíso/É fácil se você tentar/Nenhum inferno abaixo de nós/Acima de nós apenas o céu/Imagine todas as pessoas/Vivendo para o hoje”

Se referindo aos paraísos ou infernos pregados pelas religiões.

“Imagine não existir países/Não é difícil de fazê-lo/Nada pelo que lutar ou morrer/E nenhuma religião também/Imagine todas as pessoas/Vivendo a vida em paz”

Se referindo às questões de pátria e religião

“Imagine não existir posses/Me pergunto se você consegue/Sem necessidade de ganância ou fome/Uma irmandade de humana/Imagine todas as pessoas/Compartilhando todo o mundo”

Uma única família: a de seres humanos

“Você pode dizer/Que eu sou um sonhador/Mas eu não sou o único/Eu tenho a esperança de que um dia/Você se juntará a nós/E o mundo será como um só”

Será?





* Engenheiro civil e observador de temas da vida cotidiana, como futebol, música, política, utilidade pública, religião, direito, astrologia e astronomia




Nenhum comentário

Aviso: Os comentários serão moderados...

Tecnologia do Blogger.