Vídeo: Advogado diz que MP, delegado e empresário induziram Berg Lima a cometer crime



Redação Tambaú 247 - O advogado Inácio Queiroz disse em entrevista à TV Tambaú que a prisão do prefeito afastado de Bayeux, Berg Lima, pode ser anulada. Ele acredita que houve falhas no processo.

"As falhas se iniciam desde o próprio flagrante por que, percebam que na própria entrevista o delegado Lucas Sá informa que juntamente com o Ministério Público e com o empresário tiveram conhecimento das cédulas que seriam entregues ao prefeito Berg Lima", explicou.

O defensor também disse que o gestor teria sido induzido a cometer o crime. "Eles anotaram essa numeração (das cédulas), prepararam toda prisão, arquitetaram como seria e induziram o prefeito a ir na sede da empresa e lá consumou-se o crime", acrescentando que "a jurisprudência com relação a esse tipo de situação denomina esse fato de flagrante preparado. É quando o Ministério Público, a polícia e o empresário arquitetam toda essa prisão, induzem o prefeito a cometer o crime e a partir dali se consuma".

Em virtude dessas "brechas", a defesa explica ainda que "o STJ entende que havendo o flagrante preparado, o fato é atípico e pode causar o trancamento da ação penal. Ou seja, devido a esse atropelo, pode haver um trancamento da ação e é como se o crime não existisse".




Por Redação Portal Tambaú 247








Nenhum comentário

Aviso: Os comentários serão moderados...

Tecnologia do Blogger.