Prefeito de Campina Grande vai entregar segunda escola bilíngue no município




O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, entregará na próxima quarta-feira, 26, aos moradores do bairro da Liberdade, as novas instalações da Escola Municipal Cassiano Pascoal Pereira.

A escola, além de passar a funcionar em um novo prédio, adquirido com recursos próprios, será a segunda unidade do Sistema Municipal de Ensino a funcionar na modalidade em tempo integral bilíngue.

A solenidade será realizada às 10h, no pátio da escola, localizada nas imediações do Parque da Liberdade.

A aquisição de um prédio próprio para o funcionamento do Cassiano Pascoal, que é o único educandário público para crianças de 4 a 10 anos do bairro, atende a uma reivindicação antiga da comunidade, que tem uma estreita relação com o educandário, responsável pela formação escolar de muitos moradores daquela região.

Para isso, a gestão municipal investiu R$ 2,1 milhões, em recursos próprios, na compra e nas obras de recuperação e adequação do prédio, antes pertencente ao Sesi Paraíba.

Além da entrega das novas instalações, a solenidade desta quarta-feira também marcará a implantação do ensino em tempo integral bilíngue na unidade, modelo inédito em redes municipais de ensino do Nordeste criado durante a gestão de Romero.

A experiência pioneira no município foi a da Escola Municipal Estudante Leonardo Vitorino Guimarães, localizada no bairro do Pedregal.

Devido aos excelentes resultados obtidos na unidade em apenas cinco meses de trabalho, Romero, que pretendia implantar uma escola bilíngue por ano até o final de seu mandato, decidiu antecipar a extensão do novo modelo, possibilitando a um número maior de crianças o contato com um segundo idioma.

Com a nova modalidade de ensino, os 221 alunos da Escola Cassiano Pascoal passarão a ter atividades nos turnos da manhã e tarde, realizando atividades em Português e Inglês.

Para auxiliar no novo método de ensino, assim como fez no Leonardo Vitorino, a Secretaria de Educação do Município (Seduc) sinalizou os ambientes da escola nos dois idiomas, adquiriu material pedagógico específico para as atividades em inglês e está investindo em formações para todos os profissionais da unidade, inclusive os cuidadores que acompanham os 20 alunos com necessidades especiais matriculados na escola.



Fonte: Da Redação com Codecom/CG

Nenhum comentário

Aviso: Os comentários serão moderados...

Tecnologia do Blogger.