Grato por sua visita!

Plano hídrico constrói cinco barragens e prevê mais cinco no Sertão da Paraíba


As máquinas já estão trabalhando em cinco importantes barragens em construção na Paraíba, que visam garantir segurança hídrica para a população. As obras fazem parte do Programa Mais Trabalho, lançado em maio deste ano pelo governador Ricardo Coutinho.

Trata-se das barragens Porcos (Pedra Lavrada), Cacimbinha (São Vicente do Seridó), Coronel Jueca (Desterro), Riacho Fundo (Tenório) e Pedra Lisa (Imaculada) que, juntas, somam investimento superior a R$ 20 milhões.

A cidade de Imaculada sofre atualmente com a falta d’água causada pela estiagem. Há uma pequena barragem chamada Albino, mas devido ao crescimento da população essa barragem não está sendo suficiente.

O Governo do Estado, através da Secretaria de Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente e Ciência e Tecnologia, optou pela construção de um novo açude, chamado Pedra Lisa, que terá capacidade de acumulação de 4.929.420 m³ e vai receber investimentos superiores a R$ 7 milhões.

Em Desterro, o açude existente na cidade, chamado Jeremias, não está sendo suficiente para abastecer a cidade e por isso será construída a barragem Coronel Jueca com capacidade de acumulação de 6.126.875,00m³. O Governo do Estado vai investir mais de R$ 4 milhões.

A cidade de Tenório também passará a contar com uma barragem, a Riacho Fundo, com capacidade de acumulação de 298.616 m³ e investimentos de R$ 983.846,61.

As ações do programa se estendem para a cidade de Pedra Lavrada, localizada no Seridó Ocidental, onde será construída a barragem Porcos, com capacidade de acumulação de 5.657.625 m ³.

O abastecimento da zona urbana do município se dá através da adutora do Cariri com captação das águas no açude Epitácio Pessoa (Boqueirão), que se encontra no momento com baixo nível de acumulação, em torno de 5%.

Já a zona rural sofre em maior intensidade por não ter um manancial nas proximidades.

A barragem Porcos receberá investimentos de R$ 4.673.585,01.

E a construção da barragem Cacimbinha, localizada no município de São Vicente do Seridó, terá investimento de R$ 3.346.494,99 e acumulação de 1.002.650 m³, para beneficiar mais de 10 mil habitantes.

O secretário João Azevedo (Infraestrutura) lembrou que já foram construídas três grandes barragens – Jandaia (Bananeiras), Pitombeira (Alagoa Grande) e a própria Camará (reconstruída).

“No que se refere à recuperação, 50 barragens foram recuperadas. São mais de R$ 23 milhões aplicados nesse programa que visa garantir segurança hídrica para a população”, listou.

Ainda de acordo com o secretário, mais cinco barragens poderão ser construídas pelo Governo do Estado a partir da obtenção de empréstimo no valor de US$ 250 milhões junto ao Banco Mundial.

“Essas barragens serão construídas na região do Sertão e terão uma função complementar, considerando que algumas estarão em regiões em que chegarão águas do Rio São Francisco. Entretanto, é necessário que se tenha água para a produção e para desenvolver projetos de irrigação. Através do plano da Bacia do Piancó Piranhas – Açu, foi constada a necessidade de construção de 11 barragens, então com a aquisição desse empréstimo o Governo do Estado vai construir cinco. Será algo em torno de R$ 75 milhões investidos nessa ação”, explicou.

As barragens que serão construídas, caso o empréstimo seja aprovado, serão Sabugi (Santa Luzia), Garra (Olho D’Água), Espinho Branco (Patos), Canoas (Nova Olinda) e Serra Grande no município de mesmo nome.




Da Redação com Secom-PB



Nenhum comentário

Aviso: Os comentários serão moderados...

Tecnologia do Blogger.