Temer se engana e comemora 'volta do desemprego'



O presidente Michel Temer (PMDB) publicou um vídeo no Twitter nesta sexta-feira para falar de sua participação na reunião de líderes do G20, em Hamburgo, na Alemanha. Ao fazer o relato, no entanto, ele comete uma gafe ao dizer que seu governo está fazendo “voltar o desemprego”.

“Como eu pude fazer um relato daquilo que nós estamos fazendo no Brasil, gerando exatamente inflação baixa, reduzindo os juros, fazendo voltar o desemprego e combatendo a recessão”, disse Temer no vídeo.

Não é a primeira vez que Temer comete gafe no exercício da função. Desde se referir à Rússia como União Soviética até chamar o rei da Noruega de rei da Suécia, passando pelo comentário de que o câncer do governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB), havia lhe feito bem, relembre outras dez bolas foras do presidente da República.

01 | Golpe de estado

Em entrevista à GloboNews, em 21 de junho de 2016, o então presidente interino Michel Temer (PMDB) disse que restringiu o uso do avião presidencial pela então presidente afastada Dilma Rousseff (PT) porque ela viajaria para "fazer campanha denunciando o golpe". Petistas aproveitaram a declaração para afirmar que Temer tinha admitido que o impeachment que depôs Dilma foi um golpe de estado.

02 | 'Câncer útil'

Ainda como presidente interino, em 30 de julho, Temer fez uma visita ao Rio de Janeiro para participar da inauguração da Linha 4 do metrô. Em seu discurso, o peemedebista disse que o governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) tinha ficado mais bonito enquanto se recuperava de um linfoma. Temer afirmou que há "coisas que parecem maléficas que vêm para o bem" e sugeriu que o câncer "acabou sendo uma coisa útil para o Pezão".

03 | Carlos Magno x Rei Arthur

Já empossado definitivamente como chefe do Executivo, em setembro do ano passado, o presidente concedeu entrevista ao jornal "O Globo" e cometeu uma gafe ao dizer que o imperador Carlos Magno liderava os cavaleiros da Távola Redonda. Os guerreiros, na verdade, eram comandados pelo Rei Arthur.

04 | 'Acidente pavoroso'
Em janeiro deste ano, Temer classificou de "acidente pavoroso" o massacre de 56 presos em uma penitenciária de Manaus. Para tentar minimizar sua falta de sensibilidade, o presidente recorreu ao Twitter e enumerou palavras que considerava sinônimos de acidente. "Tragédia, perda, desastre, desgraça, fatalidade", postou.

05 | Cruzeiros por reais
Também em janeiro, Temer fez uma viagem no tempo e declarou que o ministro da Saúde, Ricardo Barros, havia anunciado uma "economia de 800 milhões de cruzeiros". O real é a moeda oficial do Brasil desde 1994.

06 | Lugar de mulher é?

Temer mostrou descompasso em relação às demandas sociais e afirmou que as mulheres tinham grande participação na economia por serem as mais capacitadas para "indicar os desajustes de preços no supermercado". A declaração, dada em pleno Dia Internacional da Mulher, repercutiu internacionalmente. No mesmo discurso, o presidente afirmou que, "se a sociedade vai bem", é porque os filhos tiveram formação adequada em suas casas. "E, seguramente, quem faz isso não é o homem, é a mulher."

07 | 'Enchentezinha'

Em março, Temer foi a Monteiro, na Paraíba, para inaugurar as obras de transposição do Rio São Francisco. Ao discursar ao lado do governador, Ricardo Coutinho (PSB), o presidente afirmou que esperava ver a Paraíba "inundada de água". "Quem sabe até uma ou outra enchentezinha", disse.

08 | Um marido para o governo

Temer irritou os movimentos sociais ao dar outra declaração sexista, em abril, durante uma entrevista ao apresentador Ratinho, do SBT. O presidente disse que, se um homem ganha 5 mil reais, uma dona de casa não pode gastar uma quantia superior porque quebraria o marido. "Acho que os governos agora precisam passar a ter marido, viu, porque daí não vão quebrar", declarou.

09 | União Soviética

Primeiro foi o site oficial da Presidência que informou a viagem de Temer à "República Socialista Federativa Soviética da Rússia". A nomenclatura deixou de ser usada pelos russos em 1991, quando teve fim o império soviético. Ao retornar a Brasília, no entanto, Temer mostrou que o erro não havia acontecido por acaso e elogiou o "interesse extraordinário dos empreendimentos soviéticos" no Brasil.

10 | Rei da Suécia

A dificuldade de Temer em identificar os países corretamente voltou a ser notada durante a viagem do presidente à Noruega. O peemedebista tinha um encontro com o monarca local, Haroldo V, mas disse durante um discurso que a reunião seria com o rei da Suécia.






Fonte: Veja

Nenhum comentário

Aviso: Os comentários serão moderados...

Tecnologia do Blogger.