Compartilhar ai vai!

"Contrariando a Bíblia": Igreja para público LGBT+ discute religião sem preconceito


"Eu tenho certeza que se Jesus vivesse nos dias de hoje e falasse sobre cura, sobre o ato de curar, ele falaria que Deus cura a homofobia”. A frase é do pastor Lukas Paulo Maia, de 23 anos. Ele comanda os cultos do recém-inaugurado Ministério Inclusivo Avivar, em Manaus. Como o nome sugere, a igreja prega a inclusão. Homossexuais são convidados a participar das celebrações, que têm a reinterpretação de passagens bíblicas que abordam a homoafetividade.

Denominada "igreja sem preconceitos", a Avivar tem apenas três semanas de criação e fica localizada em uma sala pequena no bairro Chapada, na Zona Centro-Sul de Manaus. Lá, Lukas e o companheiro, o também pastor Rafael Montebranco, de 33 anos, trabalham a Teologia Inclusiva, um ramo da Teologia tradicional que prega a inclusão de diversas categorias na Igreja, entre elas a comunidade LGBT+ (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros).

"O Senhor já tinha colocado no nosso coração essa vontade de abrirmos uma igreja evangélica inclusiva, para que pessoas que foram excluídas, que nem mais frequentam suas igrejas, tenham um lugar onde sejam aceitas e possam exercitar sua fé”, contou Rafael.A dupla afirma que os evangelhos não têm palavras de ódio e nem margens para discursos de exclusão. "A nossa leitura bíblica é cristocêntrica e é isso que nós propagamos", disse Rafael.

Redes sociais atraem fiéisEntre as pessoas que acompanham as celebrações, está o esteticista Fladson Duarte, de 21 anos. Ele conta que não encontrava "a sua verdade" em igrejas tradicionais."Eu vivia de máscara, porque não era a minha verdade. Eu sentia que eu não tinha que mudar, não era opção ser gay. Eu sou gay, amo a Deus acima de qualquer coisa e sentia que ele me amava também", disse Duarte.

Acompanhado do namorado, Duarte acredita que a existência de um ministério inclusivo é importante para o combate ao preconceito. "É muito revelador, é muito corajoso e eu acho muito importante, de verdade. É surpreendente, porque é diferente e pode mudar a vida de pessoas", completou o esteticista.

Ainda "engatinhando", a igreja em Manaus tem conseguido destaque por meio das redes sociais. Os pastores publicam vídeos e imagens que servem como extensão dos cultos, com explicações sobre passagens bíblicas.





Fonte: G1.

Nenhum comentário

Aviso: Os comentários serão moderados...

Tecnologia do Blogger.