Organizador reclama de data da greve geral e revela: ‘queria que povo ficasse em casa, com tudo parado’

O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT) na Paraíba, Paulo Marcelo, confirmou que a Greve Geral organizada para esta sexta-feira (30) não foi um sucesso na capital paraibana. De acordo com ele, a data escolhida não foi a correta.

“É uma ideia ruim marcar uma greve sessenta dias depois de outra, em clima de São João, é muito ruim para o Nordeste. Eu disso isso lá na reunião em São Paulo, junto com outros representantes. Apesar disso, estamos no mapa do proteste, era o que a gente queria”, disse.

Greve Geral: Manifestantes ateiam fogo em pneus e fazem barricadas em João Pessoa; assista
Greve Geral:Sindicato garante que ônibus não irão parar nesta sexta em João Pessoa

Em entrevista concedida ao programa Rádio Verdade, da Arapuan FM, Paulo revelou que não conseguiu dialogar muito bem com alguns sindicatos, como o dos motoristas de ônibus e dos ferroviários e que, o que aconteceu, foi o planejado por ele.

“Hoje era só isso mesmo. Não tinha grandes avenidas, Brs. Não me chamem de covarde, se o povo não quis participar, eu não posso fazer nada. Eu ia deitar na frente de trem, como já fiz? Hoje não era o caso. Foi o que a gente queria? Não, eu queria era que o povo ficasse em casa, com tudo parado”, arrematou.



Yves Feitosa

Nenhum comentário

Aviso: Os comentários serão moderados...

Tecnologia do Blogger.