Grato por sua visita!

Mofi da TV Correio diz que foi muito pouco, era pra ter matado mais menores na rebelião no Lar do Garoto em Lagoa Seca

Ele gerou polêmica ao afirma que 7 foi pouco, era pra ter matado mais


O repórter Emerson Machado, conhecido como Mofi, causou polêmica neste sábado (03), ao publicar em suas redes sociais, que tinham morrido “Só sete” menores e era pouco, ao se referir a chacina ocorrida no Lar do Garoto, na cidade de Lagoa Seca.

Muitos seguidores do radialista se revoltaram com a declaração e alguns poucos até concordaram com ele.

Na manhã deste domingo (04), Mofi cobrou das autoridades que emitiram nota de solidariedade pelas mortes dos menores infratores, a mesma atenção para pais de família que são mortos diariamente na Paraíba, ou para os milhares de cidadãos que sofrem com a violência no estado. “Tem um empresário internado no Hospital de Trauma, vítima de bandidos, e eu não vejo uma nota de solidariedade das autoridades para ele ou para os seus familiares. Agora, como o caso do Lar do Garoto foi de repercussão nacional, todos querem aparecer emitindo notas pelas mortes desses menores que até já mataram cidadãos. Eu sou diferente, minha solidariedade vai para a família do empresário baleado no Altiplano Cabo Branco. Um trabalhador que não deve nada a justiça” destacou Emerson Machado.

Mofi ainda informou que um dos menores fugitivos do Lar, foi recapturado e volta para cumprir medida socioeducativa por ter praticado um homicídio. “Digo e repito que foi pouco. Eu defendo o cidadão de bem, defendo o policial que arriscam suas vidas para nos defender. Se os menores estavam lá, coisa boa não fizeram. Homens e mulheres de bem podem contar com meu apoio irrestrito. Eu não apoio bandido”, finalizou Mofi.

O polêmico repórter também usou as redes sociais para defender o porte de arma de fogo, através do Projeto de Lei 3722, que tramita na Câmara Federal.


Qual asua opinião?


Blog do Gari Martins da Cachoeira

Nenhum comentário

Aviso: Os comentários serão moderados...

Tecnologia do Blogger.