Grato por sua visita!

Gilmar Mendes é sorteado relator de inquérito contra Aécio


O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes foi sorteado, nesta sexta-feira (23), como o relator do inquérito 4444, em que o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) é investigado por suposto recebimento ilegal de dinheiro da Odebrecht para sua campanha nas eleições de 2014. Aécio nega ter cometido irregularidades.

O inquérito contra o tucano foi aberto em abril com base nas delações de Marcelo Odebrecht, Cláudio Melo Filho, Sérgio Luiz Neves e Benedicto Barbosa da Silva Júnior, todos ex-executivos da Odebrecht. O senador teria recebido ao menos R$ 3 milhões para sua campanha eleitoral por meio de um contrato de fachada da Odebrecht com a PVR Propaganda e Marketing, empresa do marqueteiro Paulo Vasconcelos. Aécio é investigado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Segundo Benedicto, Aécio pediu à Odebrecht R$ 6 milhões em doações ilegais para a campanha de 2014. Foi acertado que o pagamento seria feito usando a PVR Propaganda e Marketing, empresa do marqueteiro Paulo Vasconcelos. De acordo com a delação, um pagamento de R$ 3 milhões ocorreu em duas parcelas, em maio e junho de 2014, após contrato de prestação de serviço da PVR à Odebrecht - mas nenhum serviço foi efetivamente prestado. O marqueteiro teria cobrado Sérgio Luiz Neves, da Odebrecht, para obter novo contrato de R$ 3 milhões, sem sucesso.

A relatoria havia sido distribuída por prevenção a Fachin, relator dos processos da Operação Lava Jato no Supremo. No entanto, nesta quinta (22), a presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia, acatou manifestação do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, no sentido de que a investigação sobre Aécio não tinha relação com a Lava Jato. Com a redistribuição do inquérito, Gilmar Mendes foi sorteado como o novo relator.




UOL



Nenhum comentário

Aviso: Os comentários serão moderados...

Tecnologia do Blogger.