Grato por sua visita!

Cagepa deve antecipar fim do racionamento em Campina Grande


A Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) deve antecipar o fim do racionamento em Campina Grande. A previsão foi repassada pelo presidente da Agência Executiva de Gestão de Águas (Aesa), João Fernandes. A previsão inicial do órgão era que o problema fosse completamente solucionado até o dia 20 de julho. O gestor informou que o volume de água que tem chegado ao Açude Epitácio Pessoa, em Boqueirão, tem sido muito bom. Ao todo, o manancial acumula atualmente 26 milhões de metros cúbicos de água. A previsão é que o racionamento seja suspenso no momento em que se atinja a marca de 34 milhões de metros cúbicos de água.

“Temos feito medições no canal da transposição. O Ministério da Integração Nacional divulga a liberação de 8,8 metros cúbicos de água por segundo do reservatório Barreiro, o último de Pernambuco, antes de chegar a Monteiro. Na cidade, está chegando em torno de 7,8 metros cúbicos por segundo”, ressaltou João Fernandes.  Ele alegou que está sendo autorizada a liberação de uma quantidade maior de água para a distribuição em Campina Grande e outras 18 cidades do entorno. Atualmente, o racionamento é de três dias com água e quatro sem nada nas torneiras. “Acredito que em menos de um mês, o racionamento será finalizado”, acrescentou.

Conserto

Depois do susto com o rompimento em um dos trechos da transposição, entre Custódia e Sertânia, em Pernambuco, a coisa começa a voltar ao curso normal. O incidente ocorreu no sábado e as placas de concreto foram repostas no início da semana. O fluxo da água começou a ser retomado às 5h desta quarta-feira, com o a ligação das três estações elevatórias no caminho. O fluxo só voltará ao normal, no entanto, após 72 horas da liberação da água.





Blog do Suetoni



Nenhum comentário

Aviso: Os comentários serão moderados...

Tecnologia do Blogger.