Grato por sua visita!

PSB rompe com o governo Temer e defende diretas


(foto: Humberto Pradera/Arquivo/PSB)
Em reunião da Executiva Nacional do partido neste sábado (20), o PSB decidiu deixar a base do governo Temer no Congresso e sugeriu a renúncia do peemedebista "o mais rápido possível". A legenda tem a sexta maior bancada no Legislativo federal, com 42 parlamentares. São sete senadores e 35 deputados federais.

A reunião discutiu ainda a situação do ministro de Minas e Energia, Fernando Bezerra Coelho Filho (PSB-PE), mas não houve uma decisão se ele continua ou não no cargo. O partido resolveu  ainda fechar questão em apoio à aprovação da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que prevê eleição direta em caso de vacância na Presidência da República, de autoria do deputado Miro Teixeira (Rede-RJ). "O povo precisa entrar em cena porque a crise é muito grande e não é só do presidente, é de todo o sistema político que precisa ser renovado no processo eleitoral", defendeu o presidente do PSB, Carlos Siqueira.





Bem Paraná com informações do Uol



Nenhum comentário

Aviso: Os comentários serão moderados...

Tecnologia do Blogger.