Compartilhar ai vai!

PF filma deputado ligado a Temer recebendo propina, diz jornal

Segundo empresário, propina seria parte de pagamento por mediação em conflito no Cade


O empresário Joesley Batista, um dos donos do grupo J&F, gravou uma conversa em que o presidente Michel Temer aparece autorizando o repasse de dinheiro para calar o ex-deputado Eduardo Cunha, preso no âmbito da operação Lava Jato. As informações são do jornalista Lauro Jardim, de O Globo.

Na mesma conversa, Batista pede ajuda a Temer para resolver uma pendência da J&F no governo.

Temer indica, então, o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) para cuidar do problema. Depois, Rocha Loures, que é conhecido por ser um dos homens de confiança do presidente, foi filmado recebendo uma mala com R$ 500 mil enviados por Joesley Batista.

O empresário pediu ajuda a Loures para resolver uma disputa no Cade entre a Petrobras e a Usina Termelétrica EPE, que pertence à J&F. Segundo Batista, a empresa perde cerca de 1 milhão de reais por dia com os preços do gás fornecido pela estatal à termelétrica.

Segundo o empresário, o indicado por Temer ligou em seguida para o presidente em exercício do Cade, Gilvandro Araújo. Não há evidências de que o pedido tenha sido atendido.

De qualquer forma, ficou acertado o pagamento de 500 mil reais semanais por 20 anos em propina pelos serviços prestados. Loures teria dito que levaria a proposta de pagamento a alguém acima dele – pelo contexto, em uma suposta referência ao presidente Michel Temer, de acordo com o jornal.

A primeira parcela do pagamento foi entregue em uma mala para Loures em uma pizzaria no Jardim Paulista, em São Paulo. A entrega do dinheiro foi filmada pela Polícia Federal.




Por Talita Abrantes

Nenhum comentário

Aviso: Os comentários serão moderados...

Tecnologia do Blogger.