Dilma ‘vazou’ decisão do juiz Sérgio Moro para a PF


Foto: Lula Marques/Agência PT
A ex-presidente Dilma Rousseff é acusada de ter ligado para o marqueteiro João Santana para avisá-lo que seria preso na Operação Lava-Jato, segundo delação premiada da empresária Mônica Moura, mulher do publicitário, informa o site da revista Veja.

A chamada telefônica teria ocorrido no dia 21 de fevereiro de 2016, um dia antes do juiz Sérgio Moro decretar a prisão do casal, que estava na República Dominicana, trabalhando na campanha presidencial de Danilo Medina.




Veja.com




Nenhum comentário

Aviso: Os comentários serão moderados...

Tecnologia do Blogger.