Em vídeo, irmã de Aécio chora ao rebater acusações


Andrea Neves foi acusada em delação de receber propina em conta bancária no exterior



Irmã do senador Aécio Neves (PSDB-MG), a jornalista Andrea Neves chorou em um vídeo gravado por ela no qual rebate a acusação de que teria recebido propina da Odebrecht em uma conta bancária nos Estados Unidos.

"Pra mim, como disse meu irmão ontem à noite, pouco interessa agora quem mentiu, quem é o mentiroso, se o delator ou a fonte da revista. O que interessa é a mentira. Eu não sei o que está acontecendo para tanto ódio e tanta irresponsabilidade, atacar de forma tão covarde a vida das pessoas.", disse Andrea.

Em reportagem publicada na sexta-feira (31), a revista "Veja" revelou parte do conteúdo do que seria a delação de Benedicto Junior, ex-¬pre¬sidente da Odebrecht Infraestrutura.

Segundo a semanal, Junior teria afirmado na delação –já homologada no Supremo Tribunal Federal– que os repasses a Aécio foram "contrapartida" ao atendimento de interesses da empreiteira em obras como a da Cidade Administrativa, em Minas, e da usina de Santo Antônio, em Rondônia, onde a Cemig (estatal mineira) integrou um consórcio.

Ontem o senador Aécio Neves convocou uma entrevista coletiva e também gravou um vídeo para rebater a reportagem. Segundo ele, o advogado do delator que teria feito as acusações teria desmentido o depoimento.

"Estou solicitando ao minsitro (Edson) Fachin (relator da Lava Jato na corte) que abra as delações. Esses vazamentos seleitvos são criminosos. Tem que parar e ser punidos", afirmou o tucano.

No vídeo de Andrea, a irmã de Aécio fez um apelo emocionado. "Eu gostaria de poder olhar no seu olho, embora não te conheça, pra garantir que isso é mentira e que vamos provar".

Depois, fala com a voz embargada. "Gostaria de poder olhar no olho... Desculpa... De cada pessoa que eu conheço, de cada amigo, de cada pessoa que acompanha nosso trabalho, pra dizer é mentira, e nós vamos provar."

Enfim, evoca "duas pessoas que me conhecem tão bem", a mãe e a filha. "Fiquem tranquilas, não sofram por nós, porque nós vamos provar que é mentira."




Pedro Venceslau | O Estado de S. Paulo

Nenhum comentário

Aviso: Os comentários serão moderados...

Tecnologia do Blogger.