Compartilhar ai vai!

Opinião: Maioria dos vereadores campinenses dá mais um mandato a Ivonete Ludgério

Exatamente 21 dos 23 vereadores que integram o Poder Legislativo de Campina Grande elegeram, na sessão ordinária desta quarta-feira, a vereadora Ivonete Ludgério (PSD) para um novo mandato à frente da´Casa de Félix Araújo´.

Apenas os vereadores oposicionistas Olímpio Oliveira (PMDB) e Galego do Leite (PTN) votaram de forma contrária.

Na mesma sessão, os vereadores Jandui Ferreira e Saulo Germano (PSDC) foram eleitos para a 3a vice-presidência e 3ª Secretaria da atual mesa diretora, cargos criados na sessão de ontem. Do Paraibaonline...

Opinião de Martins:

Veja a lusta da mesa diretora da Câmara campinense para o biênio 2019/2020, se segure para não morrer de rir.

A chapa que vai comandar o Legislativo Campinense em 2019 e 2020 foi eleita por maioria absoluta, com 21 votos, menos de dois vereadores, Olímpio Oliveira e Galego do Leite que ainda insistem em ser posição.

Composição

Presidente: Ivonete Ludgério
1º Vice-presidente: Marinaldo Cardoso
2º Vice-presidente: Bruno Faustino
3º Vice-presidente: Janduí Leite Ferreira
1º Secretário: Márcio Melo
2º Secretário: Saulo Germano
3º Secretário: Sargento Neto

Primeiro, segundo é terceiro vice? Isso só pode ser piada de mal gosto ou novo perfil de mesa legislativa. O prefeito, governador e presidente da República terão que seguir esse modelo de democracia ou pseudo "JURISPRUDÊNCIA " da Câmara de vereadores de Campina Grande.

Como foi sitado acima, na mesma sessão, os vereadores Jandui Ferreira e Saulo Germano (PSDC) foram eleitos para a 3a vice-presidência e 3ª Secretaria da atual mesa diretora, que tomou posse no início do ano, mas esses novos cargos foram criados na sessão de ontem.

O mais engraçado nisso tudo, é que a atual presidente da mesa legislativa, vereadora Ivonete, foi reeleita sem terminar o seu atual mandato de presidente da mesa diretora, porque anteciparam a leição como fizeram na Assembléia Legislativa da Paraíba em 2015 elegendo no mesmo dia o deputado Adriano Galdino para presidir a casa em 215 a 2017 e Gervásio Maia para presudir de 2017 a Janeiro de 2019.

Diante disso pergunto: Por que o TSE e TRE não antecipam as eleições antes de terminar o mandato de cada político em cargo público eleitos pelo povo? Só assim o povo arracaria do poder quem antecipa eleição interna no Poder Legislativo.



Blog do Gari Martins da Cachoeira

Nenhum comentário

Aviso: Os comentários serão moderados...

Tecnologia do Blogger.