Irmão de Barack Obama apoia o presidente Donald Trump e viraliza nas redes sociais


Malik Obama zoando pelo Twitter com fotomontagem: e a legenda "My man" (Meu homem).



O irmão queniano de Barack Obama, passou a ser o centro das atenções políticas depois da vitória de Donald Tite The Tab fez uma entrevista com Malik e a Embaixada da Resistência traduziu. Vale a pena ler, principalmente porque o esquerdismo bundalelê que infesta os Estados Unidos já não sabe mais o que fazer para denegrir o governo Trump que cresce em popularidade. Leiam:

rump. O nome dele é Malik, um tipo bem humorado, engraçado e apoiador de primeira hora do Presidente Trump. Tanto é que já se tornou popular por meio do Twitter contabilizando mais de 170 mil seguidoress. O s

Malik Obama (Irmão queniano de Obama) diz que Barack Obama é um banana, um "bunda mole" ou simplesmente um "cuck".

"Cuck" é termo que se popularizou bastante durante a eleição (nomedamente com "cuckservative" para os conservadores "moles") e que designa entre outras coisas uma espécie de Reinaldo de Azevedo.

Em suma Malik não gosta do irmão e tem feito sucesso na internet como parte de todo o movimento Trump e de adoração a Pepe ou a Kek (o "Deus do Caos/Treta").

Um homem interessante e bem humorado que por incrível que pareça é muçulmano, mas parece menos muçulmano que o irmão "cristão".

Eis algumas partes da entrevista dada ao TheTab:

- Então como é que o Donald se tem comportado, está fazendo a América grandiosa de novo?
Ah claro, eu acho que sim, ele está arrumando a casa.

- Qual é a melhor parte até agora?

Eles estão tentando colocar bastante pressão em cima dele, mas ele é duro na queda. Então ele está apenas tentando corresponder às promessas que fez durante a campanha.

- A coisa favorita acerca de Trump?

Ele é ousado e luta por aquilo que ele acredita ser o certo para o povo americano.

- Fale-nos da sua conta no Twiiter você tem muitos seguidores verdade?

Sim eu gosto do Twitter. Eu não sabia que iria ser tão divertido. Estou gostando de me comunicar e expressar e ouvir o que toda a gente pensa. Eu me vehjo como sendo a voz daqueles sem voz e a esperança dos sem esperança. A resposta foi muito boa. Eu quero ter centenas de milhares, um milhão, um bilhão de seguidores.

- Você fala muito de "thots" o que é um "thot?

Um thot é um mau hombre. Masculino ou feminino, uma má pessoa. Pessoas que são falsas. Pessoas que são hipócritas. E que andam na terra semeando a confusão.

- E como os identifica um cuck e um thot - Você disse que o Washington Post era para cucks e o Huffington Post para thots?

Sim o Huffington Post, CNN e o Washington Post, são dirigidos por cucks. São os jornais da esquerda progressista, onde qualquer coisa rola. Qualquer um tentando trazer de volta uma maneira mais tradicional, conservadora e old schoool...(???)

Eu acredito que os homens foram feitos homens e as mulheres mulheres, Deus fez quem nós somos. Mas nós tentamos sucumbir à imaginação e vale tudo. Eles têm um mau pensamento - os cucks são assim.

Toda a gente em todo o país está protegendo as suas fronteiras, e os chamados "ilegais sem documentos" precisam ser removidos, porque eles são ilegais. Até no Quénia estão construindo um muro. Se o senhor Trump acha que precisamos fazer o mesmo, esta escola de pensamento, ou este tipo de pessoas, sentem que isso viola o direito de todo o mundo.

- Quem mais é um cuck?

A Oprah Winfrey é uma cuck e a Whoopi Goldberg é uma cuck. Eu acho que elas são extremamente hipócritas e não consigo confiar nelas.

- E um thot?

Um thot é mais forte, tipicamente outros políticos porque eles são aqueles mais maliciosos e sujos.

Eles são piores...

- Você faz muitos tweets acerca do Pepe?

O Pepe é um simbolo. As pessoas o estão usando como sendo um unificador. Algo com o qual se podem idenitificar. Tal como usariam uma máscara...é apenas um símbolo com o qual nos identificamos. Amamos o Pepe. Ele representa aquilo que defendemos.

Quando surgiu esta coisa com a Hillary Clinton, como ela mentiu sobre o envolvimento na Libia e os emails. Até o meu irmão se identificava tanto com a sua família, mas no final de contas nos virou as costas a todos. Ele estava na órbita da Hillary Clinton e dos elitistas. Ele se tornou em super elite. Eu os coloco a todos juntos porque eu tinha tanta fé e esperança. Eu esperava muito dos seus ideais, mas no final o meu irmão só irá ser lembrado por ter sido o primeiro presidente negro. A história apenas se recordará dele assim. Eu tenho a impressão que a Hillary é que o aconselhava e que ele era um fantoche do establishment.

- Você é da "direita alternativa"?

Eu não sei nada disso sobre direita e esquerda alternativa, eu apenas defendo aquilo em que acredito.

É uma escola de pensamento que concorda comigo. Não sou extremo.

- Algo mais a acrescentar?

Toda a gente me envia mensagens porque não conseguem alcançar o Barack. Ele não é acessível.

Você não o pode acessar. Eu estou exposto então as pessoas pensam que sou um canal até ele. Elas não compreendem que eu próprio não o consigo acessar. Eu lhe digo o tipo de pessoa que ele é, ele é inacessível, apenas socializa com pessoas cheias de dinheiro.

Malik Obama, o irmão queniano de Barack Obama. 


Fonte: Blog do Aluizio Amorim






Nenhum comentário

Aviso: Os comentários serão moderados...

Tecnologia do Blogger.