Doria afirma e reafirma que Alckmin é seu candidato a presidente em 2018



Cotado para disputar a Presidência da República nas eleições de 2018, o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), engatou a pré-campanha do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), a presidente.

Para rechaçar as especulações, Doria afirmou em eventos públicos nesta segunda-feira (6) e nesta terça-feira (7) que seu candidato a presidente da República, em 2018, é o companheiro de partido e padrinho político, Geraldo Alckmin.

Alckmin foi peça-chave para a candidatura de Doria a prefeito de São Paulo. O governador tucano lançou a pré-candidatura de Doria na disputa interna do partido contra a vontade de toda a liderança tucana estadual, mas, terminou vencendo as prévias partidárias e ajudou o afilhado político a eleger-se prefeito de São Paulo em 1º turno, a primeira vez desde a redemocratização do país.

Em um almoço promovido pelo Grupo Lide, grupo de empresários fundado pelo próprio Doria, o prefeito de São Paulo negou a possibilidade de ser candidato a presidente e pontuou a gratidão que sente pelo governador Geraldo Alckmin, afirmando seu apoio pessoal à uma candidatura do aliado. "A minha posição de cidadão, a minha posição, é que Geraldo Alckmin será o meu candidato à presidência da República", disse.

Já nesta terça, Doria foi questionado sobre o tema, novamente, durante coletiva de imprensa na prefeitura da capital paulista em evento no qual o prefeito doava o seu salário ao Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer (Graac).

Ao responder, Doria foi enfático: "É cedo ainda, mas quis deixar muito clara a minha posição que o meu candidato à presidência da República, o meu candidato como cidadão, como brasileiro, chama-se Geraldo Alckmin, governador do estado de São Paulo. Esta é uma posição muito clara, e ontem, não obstante, volto a repetir, não seja o momento para debater sucessão, mas volto a repetir para que não exista nenhuma dúvida à minha lealdada a ele, Geraldo Alckmin, e também minha lealdade aos meus princípios democráticos".

Assim, embora cedo para discutir 2018, já está definido que Alckmin disputará a indicação do PSDB para disputar a presidência da República.




Por Tardelly Lima

Nenhum comentário

Aviso: Os comentários serão moderados...

Tecnologia do Blogger.