Com muita manzanza: TJPB vai julgar hoje o habeas corpus que mantem em liberdade assassino do agente Diogo em JP


Câmara Criminal do TJPB julga na quinta-feira habeas corpus de Rodolpho Carlos da Silva


A Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) se reúne na quinta-feira (dia 2), às 14h, para julgar o habeas corpus de Rodolpho Carlos da Silva, acusado de ter atropelado o agente de trânsito Diogo Nascimento na madrugada dia 21 de janeiro, durante blitz da Lei Seca no bairro do Bessa, em João Pessoa. Após o atropelamento, segundo testemunhas, Rodolpho fugiu em alta velocidade sem prestar socorro à vítima. Ele dirigia um Porsche (carro de luxo), de placa PXB-0909. Diogo Nascimento chegou a ser socorrido, mas morreu no Hospital de Trauma da Capital paraibana.

O relator do pedido de habeas corpus é o juiz convocado Aluízio Bezerra. Ele está substituindo o desembargador Arnóbio Teodósio na Câmara Criminal. O parecer do Ministério Público é pela denegação do pedido. Além de Aluízio Bezerra, a Câmara Criminal é formada pelos desembargadores João Benedito e Luiz Sílvio Ramalho. Se o habeas corpus for negado, caberá ao juiz responsável pelo caso decretar ou não a prisão preventiva de Rodolpho Carlos da Silva. Na madrugada do crime, a juíza Andréa Arcoverde decretou a prisão temporária do acusado.

No entanto, a decisão da magistrada foi desfeita pelo desembargador Joás de Brito Pereira Filho, hoje presidente do Tribunal de Justiça. A decisão do desembargador repercutiu mal na sociedade- principalmente nas redes sociais- porque em caso parecido, ele teria mantido a prisão do acusado.

Segundo o desembargador, não teria existido justa causa que justificasse o cerceamento do direito de locomoção do acusado do atropelamento do agente de trânsito. O atropelamento teve repercussão nacional pelo fato de Rodolpho Carlos ser um dos herdeiros de uma das maiores fortunas da Paraíba. Também ganhou repercussão nacional da decisão do desembargador que revogou a prisão preventiva às 3h da madrugada do dia do atropelamento.

Neto do empresário José Carlos da Silva Júnior, Rodolpho Carlos é um dos herdeiros do Café São Braz e de um poderoso grupo de comunicação que tem como carro-chefe a TV Cabo Branco, afiliada à Rede Globo de Televisão.







Fonte: Adelson Barbosa dos Santos, EstadoPB

Nenhum comentário

Aviso: Os comentários serão moderados...

Tecnologia do Blogger.