Bicampeão olímpico é impedido de entrar nos EUA após ser confundido com terrorista


Não foi a primeira vez que Mo Farah protagonizou essa situação com as autoridades americanas



Getty Images - Bicampeão olímpico, Mo Farah
 é detido nos Estados Unidos
por suspeita de terrorismo.
Uma viagem aos Estados Unidos causou um grande transtorno na vida do medalhista olímpico Mo Farah. O ganhador das provas de 5.000m e 10.000m em Londres foi impedido de entrar nos Estados Unidos por suspeitas de ser um terrorista. Natural da Somália e naturalizado britânico, o atleta foi detido no aeroporto na cidade de Portland, em Oregon.


"Eu não conseguia acreditar. Por causa da minha origem somaliana, eu sou detido toda a vez que passo pelo controle de imigração dos Estados Unidos. Desta vez, eu trouxe até as minhas medalhas para mostrar quem eu sou, mas não adiantou", contou o africano ao jornal "The Sun".

Não foi a primeira vez que ele sofreu com as autoridades americanas. Antes de conseguir o visto, o atleta foi obrigado a viajar para Toronto por conta de uma suposta ligação com o terrorismo. A investigação acabou sendo interrompida porque seu treinador inglês, Alberto Salazar, possui amigos no FBI que conheciam o campeão. Eles trataram de toda a papelada para que Farah pudesse voltar

"Esse homem era um grande fã de corrida, sabia exatamente quem eu era e me liberou. Só Deus sabe o que teria acontecido se ele não soubesse. Provavelmente, ainda estaríamos em Toronto", finalizou.


Yahoo-esporteinterativo

Nenhum comentário

Aviso: Os comentários serão moderados...

Tecnologia do Blogger.