22 de fev de 2017

Nasa anuncia descoberta de novo sistema solar com 7 planetas



A Nasa descobriu um novo sistema solar com sete planetas similares à Terra, sendo que três deles estão em “área habitável”, o local considerado pelos cientistas em que há mais probabilidade de existir água em forma líquida.
A pesquisa foi anunciada nesta quarta-feira (22) e foi coordenada pela Universidade de Liége, na Bélgica, e descreve o maior sistema planetário já descoberto, com vários “sósias” do planeta Terra.
Segundo a descoberta, todos eles têm características que, em corretas condições atmosféricas, permitem a existência de água, mas três tem estas especificidades mais fortes.

“Essa descoberta pode ser uma peça significativa na busca por ambientes habitáveis, locais onde é possível ter vida. Responder a pergunta ‘nós estamos sozinhos’ é o topo da nossa lista de prioridades científicas e encontrar tantos planetas como estes, pela primeira vez, em uma zona habitável é um passo notável”, diz Thomas Zurbuchen, administrador da agência “Science Mission Directorate”.
O novo sistema solar está a cerca de 40 anos-luz da Terra e o sistema de planetas está “relativamente” próximo, segundo a Nasa, na constelação de Aquário. O sistema de exoplanetas foi batizado de Trappist-1. A descoberta foi confirmada com o telescópio Spitzer, após pesquisadores terem localizado três planetas em maio de 2016 com o telescópio Trappist, situado no Chile.
Agora, os estudos se concentrarão sobre as características dos sete astros, já que a massa deles ainda não foi determinada.
Apesar de aparentarem ser rochosos, essa observações futuras poderão confirmar ou não a existência de água.
Até hoje, os estudos dos exoplanetas – aqueles que estão fora do nosso sistema solar – já confirmou a existência de 3.449 exoplanetas, sendo que 2.577 estão em sistemas semelhantes ao da Terra e 348 apresentam características como as encontradas em nosso planeta. (ANSA).

Fonte: IstoÉ


Sucessor de estratega de Trump envolto em polémica por defender pedofilia



Milo Yiannopoulos
O livro de Milo Yiannopoulos foi cancelado e o autor foi desconvidado de um evento com o presidente dos EUA, mas já reagiu no Facebook lembrando que ele próprio foi vítima de abuso sexual enquanto criança.

Milo Yiannopoulos, o novo editor do meio de comunicação de extrema-direita “Breitbart News”, viu o seu livro ser cancelado por alegadamente defender que não deveria haver uma idade mínima para uma criança ter relações sexuais com um adulto. Yiannopoulos, de 32 anos, substituiu o atual estratega principal de Donald Trump, Steve Bannon que exercia anteriormente o cargo de editor.

A editora Simon & Schuster e a marca editorial Threshold Editions anunciaram esta terça-feira que desistiram de publicar o livro intitulado “Dangerous” (“Perigoso”), “depois de uma consideração cuidadosa”, de acordo com a imprensa internacional. A razão prende-se com declarações polémicas do autor de direita sobre a pedofilia.

Em janeiro de 2016, Milo Yiannopoulos afirmou no seu podcast “Drunken Peasants” que aceita a ideia de relações sexuais entre crianças e adultos, apesar de ser um ponto de vista controverso. “A lei [da idade de consentimento] provavelmente é correta, provavelmente essa é a idade certa”, disse referindo-se a um comentário sobre jovens de 13 anos. “Mas há pessoas que são capazes de consentir em idades mais jovens e eu certamente considero-me uma delas, pessoas que se tornam sexualmente ativas mais cedo”.

Milo Yiannopoulos é homossexual e explicou que as situações de que falava acontecem “particularmente no mundo gay”. “Algumas das relações entre rapazes mais novos e homens mais velhos, o tipo de relações de entrada na vida adulta, são relações em que os homens mais velhos ajudam os rapazes jovens a descobrir quem eles são e dá-lhes segurança, amor e um tipo de estabilidade que eles não têm com os pais”, acrescentou.

O editor referiu ainda no podcast que se não fosse o “padre Michael”, “não seria tão bom a fazer sexo oral”. Não é a primeira vez que Yiannopoulos se vê envolvido em polémicas, mas desta vez as consequências parecem estar a ser mais sérias. O livro, pelo qual o autor já recebeu um adiantamento de 250 mil dólares (cerca de 236 mil euros), não será publicado, pelo menos pela editora inicialmente prevista.

Para além do cancelamento, o editor também foi desconvidado da Conferência da Ação Política Conservadora (CPAC), pelos organizadores do evento onde Donald Trump e os principais assessores da Casa Branca irão estar presentes. “Devido à publicação de um vídeo ofensivo nas últimas 24 horas aprovando a pedofilia, a União Conservadora Norte-Americana decidiu rescindir o convite”, anunciou o presidente da organização, Matt Schlapp, em comunicado.

Milo Yiannopoulos marcou uma conferência de imprensa em Nova Iorque, para hoje às 20 horas de Lisboa, para falar sobre o assunto, mas já reagiu também no Facebook. “Eu sou um homem homossexual e uma vítima de abuso sexual em criança”, escreveu o autor. “Gostaria de reafirmar a minha completa repulsa em relação a adultos que abusam sexualmente menores. Fico horrorizado com a pedofilia e dediquei parte da minha carreira como jornalista a expor casos de abusos a menores”, justificou.


Fonte: O Jornal Economico







Sonho realizado: Água da Transposição chega a Sertãnia, Pernambuco



Depois de muita espera de todos os sertaniense, esta chegando a água do "Velho Chico" a Sertânia em Rio da Barra. A população, que deu plantão durante a noite toda, está vibrante de alegria e entusiasmo por ver que a partir de agora vai viver uma nova realidade.

Também para esse momento histórico, deverá visitar Sertânia nesta quarta-feira, o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho e até o governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin.

Eles estarão presentes e também vão vistoriar as estruturas do Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco. A comitiva visitará a Estação de Bombeamento (EBV3), em Floresta (PE), e o reservatório de Copiti, em Custódia (PE), para acompanhar a operação das motobombas flutuantes emprestadas pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp).  Serão vistoriadas também as duas últimas estações de bombeamento do Eixo Leste – EBV5 e EBV6 – localizadas em Sertânia (PE).

São de arrepiar, a população sertaniense aguardando a água chegar e ao vê-la se aproximar fica extasiada num misto de alegria e choro. Sem dúvida, dia 22 um dia histórico para Sertânia.

Viva a água do "Velho Chico", que ora chega ao nosso município.

Com cobertura exclusiva do Site Tribuna do Moxotó e Sertânia vip, únicos sites presentes neste momento histórico


Tribuna do Moxotó

Alerta: Segurança para o Nova Consciência, Consciência Cristã e outros eventos em Campina Grande



Desde 1989 que Campina Grande não tem carnal (como era antes) É preciso que o governo do estado, por meio do Comando do 2º BPM, no 1º governo do então prefeito Cássio Cunha Lima que o carnaval acabou com a criação da Micarande (Carnaval fora de época), micareta que chegou ao fim no governo de Veneziano), e do Encontro Para Nova Consciência para suprir o vazio deixado na cidade, que gerou encontro paralelos, como o Crescer, movimento Espirita e o Consciência Cristã.

Bem sabemos que são encontros que não tem consumo de bebidas e drogas, como era na Micarande e no Maior São joão do Mundo, mas é preciso que o governo do estado, por meio do Comando do 2º BPM, promova ou ofereça uma forte equipe de segurança nas proximidades e em torno aos eventos filosóficos religioso, como em toda Campina Grande, pois durante o período momesco, a cidade fica sitiada, facilitando ações de bandidos, em especial onde será realizado o Encontro Para Nova Consciência, que este ano vai funcionar no Colégio estadual da Prata, local onde acontece vários assaltos e outros tipo de crimes.

O governo tem que evitar que as pessoas (religioso) e carnavalescas, que vão participar desses eventos, sejam vitimas de bandidos que vivem o tempo todo brincando com a cara da justiça, policias e governos. Para evitar a ação de malignos, tem que fortalecer a segurança na cidade, em especial, onde ocorrerá eventos filosóficos/religioso e momesco, colocando PM's nas paradas de ônibus que vai atender essa população, em especial, nas proximidades do Colégio Estadual e Feira da Prata.

Esses eventos são bons para elevar a religiosidade, aquecer a economia local, com o turismo religioso, por isso precisa do apoio financeiro do estado, e contra partida com reforços na segurança pública.




Blog do Gari martins da Cachoeira



Reforma da Previdência: Cássio é contra medida que retira direito dos trabalhadores rurais


Se aprovada, trabalhadores rurais terão que trabalhar mais cinco anos para poderem solicitar o benefício na Previdência Social



O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) se posicionou contra as medidas propostas na Reforma da Previdência, sobretudo no que diz respeito aos trabalhadores rurais. A PEC 287 prevê  mudanças na idade mínima para que os agricultores recebam o benefício, assim como determina o corte de uma aposentadoria para quem acumula benefícios.

Cássio adiantou que seu posicionamento não será de acatar as mudanças previstas na reforma e que vai mostrar a importância desse benefício. “Eu não vou destruir aquilo que eu construir, eu não vou votar contra o trabalhador. Porque nada transformou mais a realidade do nosso Nordeste do que a aposentadoria desses trabalhadores. Repito, eu não votar contra aquilo que fui o responsável de criar”.

“Se for feito um levantamento, hoje praticamente 80% das cidades paraibanas tem o pagamento das aposentadorias aos trabalhadores uma renda maior que o FPM, o que o INSS paga aos aposentados é mais do que a arrecadação das prefeituras. Então, mais do que previdência nós estamos falando de justiça social”, acrescentou o vice-presidente do Senado Federal.

O tucano lembrou ainda que foi durante seu mandato como deputado federal que os agricultores conquistaram o direito de se aposentarem. “Se hoje os trabalhadores estão lutando para manter o pagamento do salário mínimo na aposentadoria foi porque lá atrás, quando fui deputado constituinte, eu garanti esse direito na Constituição. Se ele lutam para não mudar a idade da aposentadoria do homem e da mulher, porque eu fui responsável por essa transformação”.

Caso seja aprovada, a PEC determina que o trabalhador rual terá que trabalhar até o 65 anos para requerer a aposentadoria, já a trabalhadora rural só poderá ter direito ao benefício a partir dos 60 anos. Os agricultores que recebem recebem pensão terão que optar por qual salário quer receber, não podendo acumular os benefícios.





Blog do Gordinho 




Senado aprova Alexandre de Moraes para vaga de Teori no Supremo Tribunal Federal


Formado em direito pela USP, Moraes iniciou carreira como promotor do MP de São Paulo e comandou Ministério da Justiça até o início deste mês; aos 48 anos, ele herdará 7,5 mil ações no STF.




Senado aprova Alexandre de Moraes para vaga de Teori
 no Supremo Tribunal Federal Senado aprova Alexandre
 de Moraes para vaga de Teori no
 Supremo Tribunal Federal

O plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (22), por 55 votos a 13, a indicação de Alexandre de Moraes para a vaga de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).

Com a aprovação, Moraes assumirá a cadeira deixada por Teori Zavascki, que morreu no mês passado após o avião em que ele viajava de São Paulo para Paraty (RJ) cair no litoral do RIo de Janeiro.

Agora o Senado enviará um comunicado ao presidente Michel Temer, que vai assinar a nomeação do novo ministro do STF. Depois disso, sem prazo definido, o tribunal deve marcar uma data para a cerimônia de posse de Moraes.

Alexandre de Moraes é formado em direito pela Universidade de São Paulo (USP) e iniciou a carreira como promotor de Justiça do Ministério Público de São Paulo, em 1991, cargo que exerceu até 2002, quando foi nomeado secretário da Justiça e da Defesa da Cidadania do estado de São Paulo.

Até ser indicado pelo presidente Michel Temer para o Supremo, Moraes era o ministro da Justiça e enfrentava uma crise na segurança pública do país, com rebeliões e massacres em diversos presídios e paralisações de policiais em estados como Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Moraes tem 48 anos e poderá ocupar uma cadeira no STF até completar 75. Assim que tomar posse na Suprema Corte, o agora ex-ministro da Justiça herdará de Teori Zavascki 7,5 mil processos – ele, porém, não será o relator da Lava Jato, isso porque Edson Fachin já foi sorteado; Moraes será o revisor dos processos.

Antes de ter o nome aprovado pelo plenário do Senado, Alexandre de Moraes teve a indicação para o Supremo aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa, nesta terça (21).

Ainda como ministro licenciado da Justiça, ele foi submetido a uma sabatina que durou 11 horas e 40 minutos, na qual abordou diversos temas, entre os quais:

Acusação de plágio e envolvimento com o PCC: Alexandre de Moraes negou ter advogado para a facção criminosa e também negou ter plagiado a obra de um jurista espanhol;
Vazamento de delações: Moraes chamou de "criminosos" os vazamentos de delações premiadas e defendeu que a prática seja investigada porque pode "macular" a imagem das pessoas;
Diferenciação entre usuário e traficante: Moraes defendeu que haja uma lei que diferencie de forma "objetiva" os usuários dos traficantes de drogas;

Pena maior para jovem que cometer ato hediondo: Alexandre de Moraes defendeu que o adolescente que cometer ato infracional hediondo possa ficar até dez anos internado (o atual limite é de três anos);
Atuação no STF: O indicado por Temer declarou que irá atuar com "absoluta imparcialidade e independência" e sem "nenhuma vinculação político-partidária".

Ao longo das últimas semanas, Moraes se reuniu com uma série de senadores em busca de apoio, entre os quais o presidente da Casa, Eunício Oliveira (PMDB-CE), Aécio Neves (PSDB-MG) e Renan Calheiros (PMDB-AL).

O relator da indicação, Eduardo Braga (PMDB-AM), também recebeu Alexandre de Moraes e, ao emitir o parecer, disse que o ministro licenciado da Justiça tem "formação técnica adequada" para ocupar uma cadeira na Corte.

Nesse período, Alexandre de Moraes também se envolveu em uma polêmica por ter participado de uma espécie de "sabatina informal" no barco do senador Wilder Morais (PP-GO). Somente três dias após o local do encontro ter sido noticiado, o indicado ao Supremo disse que se surpreendeu ao chegar para a reunião.

Perfil

Formado em 1990 pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), onde também é professor associado desde 2002, Alexandre de Moraes teve uma carreira política de ascensão rápida, tendo atuado como secretário municipal de Transportes da cidade de São Paulo (de 2007 a 2010), e secretário estadual do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, em duas pastas: de Segurança Pública (2014 a 2015), e da Justiça e da Defesa da Cidadania (2002 a 2005).

Concluiu doutorado em Direito pela USP em 2000 e atuou também como professor da Universidade Presbiteriana Mackenzie e das Escolas Superior do Ministério Público de São Paulo e Paulista de Magistratura. Atualmente, sua inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) São Paulo está como "inativa, sob licença".

Pouco antes de assumir a Secretaria da Segurança, em 2014, Moraes defendeu Eduardo Cunha (PMDB-RJ), ex-presidente da Câmara dos Deputados, em uma ação sobre uso de documento falso em que conseguiu a absolvição do peemedebista. Cunha teve o mandato cassado e está preso preventivamente em Curitiba (Paraná), no âmbito da Operação Lava Jato.

Alexandre de Moraes tem 48 anos e foi filiado ao PSDB até o início deste mês. Em maio do ano passado, deixou a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, quando passou a comandar o Ministério da Justiça, a convite do presidente Michel Temer.

Como advogado, Alexandre de Moraes atuou em processos da área civil da Transcooper, uma cooperativa investigada pela Polícia Civil e o Ministério Público de São Paulo como suspeita em movimentações de lavagem de dinheiro e corrupção engendrado envolvendo a facção que atua dentro e fora dos presídios de São Paulo, o PCC (Primeiro Comando da Capital). À época, a banca de advocacia dele havia renunciado aos processos quando assumiu cargos públicos.

Iniciou sua carreira como promotor de Justiça no Ministério Público de São Paulo em 1991, cargo que exerceu até 2002, quando foi indicado por Alckmin secretário da Justiça e da Defesa da Cidadania do Estado de São Paulo, cargo que deixou em maio de 2005, quando foi eleito para o Conselho Nacional de Justiça (CNJ).


Por G1, Brasília

Preconceito, agressividade e desconfiança: Como é ser ateu no Brasil


Passava das 22h30 do último dia 2 de outubro quando o então candidato a vereador por São Paulo, Edmar Luz (PPS-SP), publicou em seu perfil no Facebook uma nota de agradecimento aos 709 eleitores que votaram nele. Minutos depois, começaram a surgir as primeiras mensagens em sua timeline: algumas de apoio, outras de zombaria.

Image caption Richard Dawkins é um dos ateus mais 
conhecidos do mundo, autor de 'Deus, Um Delírio'
Dos mais de 480 mil candidatos a vereador, Edmar era o único declaradamente ateu do Brasil. "Enquanto uns demonstram curiosidade em saber como um ateu lida com as questões cruciais da vida, como morte e doença, outros, mais exaltados, reagem com desprezo e agressividade", relata o candidato.
Durante a campanha, Edmar perdeu a conta das vezes em que foi insultado nas ruas. A cena era sempre a mesma: ele distribuía o "santinho" com a propaganda política, o eleitor dava uma rápida lida no papel e, dali a pouco, vociferava algum palavrão, indignado.
"Demônio" e "Satanás" eram os mais recorrentes. Não bastasse, ele sofreu ataques nas redes sociais e, o mais curioso, recebeu críticas até de quem também se diz ateu.




Suzana Herculano-Houzel, da Universidade de Vanderbilt
Image captionNeurocientista Suzana Herculano-Houzel, da Universidade de Vanderbilt, nos EUA, também demorou a declarar-se ateia

Mas Edmar diz não se intimidar: afirma que continuará a defender, nas próximas eleições, um Estado laico de fato e o fim do preconceito contra ateus.
Uma pesquisa de 2007 encomendada ao CNT/Sensus revelou que apenas 13% dos eleitores brasileiros votariam em um candidato ateu para presidente da República. Para efeito de comparação: 84% votariam em um negro, 57% em uma mulher e 32% em um homossexual.
Até hoje, há quem diga que Fernando Henrique Cardoso só não ganhou de Jânio Quadros na disputa pela prefeitura de São Paulo, em 1985, porque titubeou diante de uma pergunta do jornalista Boris Casoy, no último debate na TV, sobre sua crença em Deus.
"É difícil ser ateu no Brasil porque negar a existência de Deus contraria o modo de viver da maioria da população", analisa Geraldo José de Paiva, coordenador do Laboratório de Psicologia Social da Religião, do Instituto de Psicologia da USP. "Mexer com Deus é como mexer com a mãe", compara.

"Religião não define caráter"

No Brasil, a rejeição aos ateus não se limita aos que pleiteiam cargos políticos. Levantamento da Fundação Perseu Abramo, de 2008, mostra que 42% dos brasileiros admitem sentir aversão aos descrentes. Desses, 17% declararam sentir ódio ou repulsa e 25%, antipatia.
"Já fui até ameaçado de morte", afirma Daniel Sottomayor, um engenheiro civil que ajudou a fundar, em 2008, a Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos (Atea) ─ entidade que reúne 17 mil membros e mais de 592 mil seguidores no Facebook.
Inspirada em uma campanha britânica, a Atea tentou estampar anúncios em ônibus de quatro capitais brasileiras, em 2010. Não conseguiu. A propaganda foi considerada ofensiva e rejeitada pelas empresas. Um ano depois, nova investida. Dessa vez, a associação conseguiu espalhar alguns poucos outdoors pelas ruas de Porto Alegre (RS), com slogans do tipo "Religião não define caráter" ou "Somos todos ateus com os deuses dos outros".
"Enquanto as notas de Real louvarem a Deus, as escolas públicas tiverem ensino religioso e as repartições do governo ostentarem crucifixos, os ateus continuarão ser tratados como cidadãos de segunda classe", protesta Sottomayor.




Biólogo Eli Vieira em gramado no Reino UnidoDireito de imagemARQUIVO PESSOAL
Image captionPara Eli Vieira Araújo, da Universidade de Cambridge, as campanhas ateístas não são efetivas porque se valem de slogans

Na opinião do biólogo Eli Vieira Araújo, da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, campanhas ateístas não são efetivas porque se valem de slogans que, como qualquer frase de efeito, estão "cheios de furos".
É o caso de "A fé não dá respostas. Só impede perguntas". "Sabe quem refutaria essa frase? Isaac Newton. Ele fez ciência só até por volta dos 30 anos. Depois disso, dedicou-se à teologia", diz Araújo.
Um dos fundadores da Liga Humanista Secular do Brasil (LiHS), Eli afirma que, quando o assunto é não ter vergonha de se assumir publicamente, ateus e agnósticos ainda têm muito a aprender com a experiência de gays e lésbicas.
"Embora ainda seja difícil para muita gente lidar com LGBTs fazendo carícias públicas, até quem tem ojeriza a eles reconhece que estão dentro de sua liberdade num país laico", analisa.
O preconceito que ateus e agnósticos sofrem ao redor do mundo encorajou o cineasta Micael Langer a abordar o tema em Godless - The Truth Beyond Belief (Sem Deus - a verdade além da crença, em tradução livre) que deve chegar aos cinemas no segundo semestre de 2017.
Em alguns países, negar a existência de uma entidade divina pode significar a perda do emprego. Em outros, uma sentença de morte. "Muitas vezes, os ateus preferem se trancar no armário a passar por situações constrangedoras", diz.
Até o momento, Langer já entrevistou dois dos incrédulos mais famosos do planeta: o biólogo evolucionista britânico Richard Dawkins, autor de Deus, Um Delírio, e o sociólogo americano Phil Zuckerman, de A Sociedade Sem Deus.
"O público-alvo do meu filme não são os ateus. Meu objetivo é trazer um pouco de luz a um debate que, apesar de ser importante e afetar a vida de milhões de pessoas, costuma ser varrido para debaixo do tapete."

"Deus prefere os ateus"

Originalmente, um dos entrevistados de Godless seria Drauzio Varella. Quando ele diz às pessoas que não segue uma religião ou acredita em Deus, quase sempre ouve a mesma resposta: "Mas, o senhor? Uma pessoa tão boa...". "
Muita gente enxerga os ateus por um viés religioso, como se fôssemos anticristos a serviço do demônio", ironiza o músico e escritor Tony Bellotto, que diz ter "saído do armário" por influência de Christopher Hitchens, jornalista e escritor britânico que morreu em 2011.




Tony BellottoDireito de imagemDIVULGAÇÃO
Image captionMúsico Tony Bellotto diz ter "saído do armário" por influência do jornalista britânico Christopher Hitchens

"Não compreendem que alguém pode ser ético, solidário e feliz seguindo princípios humanistas e não preceitos religiosos", completa Bellotto, que tem em seu escritório uma placa onde se lê: "Deus prefere os ateus".
Desde que assumiu publicamente sua não-crença, o guitarrista dos Titãs já passou por situações, no mínimo, inusitadas. Certa vez, uma senhora no avião tirou da bolsa um folheto evangélico do tipo "Jesus te ama" e ofereceu a ele, com a seguinte recomendação: "Leia isso, vai te fazer bem". Quando Tony avisou que não acreditava em Deus, foi obrigado a ouvir: "Mas, você tem que acreditar em alguma coisa!".
"Volta e meia, alguns me provocam dizendo que, na hora da morte, apelarei para Deus. A esses, recomendo a leitura de Últimas Palavras", rebate Bellotto, citando o livro póstumo de seu ateu favorito, Hitchens.
A neurocientista Suzana Herculano-Houzel, da Universidade de Vanderbilt, nos EUA, também demorou a se declarar ateia. Por recomendação da mãe, sempre relutou em dizer em cadeia nacional que não acreditava em Deus.
Em 2010, porém, ela rompeu o silêncio. Na crônica "Sou ateia e sinto-me discriminada". Na época, recebeu dezenas de e-mails, a maioria deles em tom condescendente, lamentando sua posição.
"Proselitismo é um saco: pró ou contra religião. Ser vítima de pregação é sempre desagradável. É uma pena que alguns ateus não entendam que as pessoas religiosas têm tanto direito à sua religião quanto nós ao ateísmo", afirma.
Mas, afinal, o que pode ser feito para combater a intolerância? Para Tony Bellotto, não se deve misturar educação com religião. "A doutrinação religiosa tem que estar fora das escolas", enfatiza o músico.
Daniel Sottomayor, da Atea, defende leis mais duras contra quem discrimina ateus e agnósticos. Já Suzana Herculano-Houzel propõe incentivar as pessoas a pensar por si mesmas, a ter espírito crítico e a exigir evidências antes de aceitar a palavra alheia. "Mas a convicção tanto de que Deus existe quanto de que ele não existe deve ser sempre respeitada", sublinha a cientista.

Opinião:

“O cara só é sinceramente ateu quando está muito bem de saúde.”, frase de Millôr Fernandes. 

A sociedade religiosa descrimina tanto o ateu, que seria melhor ser assassino, assaltante, estuprador, o maior criminoso do país (sendo religioso) que ser um cidadão ateu, isso se desejar viver para agradar a maioria, porque no meio dos 'crentes', o bandido é mais valorizado e respeitado que o ateu, o bandido pode virá um praticante da religião, o ateu não.

A imagem pode conter: 1 pessoa

Com crise econômica, pais mudam filhos de escolas privadas para públicas



Com a crise econômica, muitas famílias tiveram que cortar gastos e alguns pais transferiram filhos da rede de ensino particular para a rede pública. A diretora da Federação Nacional das Escolas Particulares (Fenep), Amábile Pacios, diz que as escolas particulares perderam entre 10% e 12% das matrículas em 2017, por causa, principalmente, da crise financeira.

Segundo Amábile, a Fenep identificou a saída de estudantes de escolas privadas, principalmente de famílias das classes C e D – parcela da população que teve ganho de poder aquisitivo antes da crise e agora sente mais os efeitos da desaceleração econômica.

“Teve migração maior de escolas que atendem as classes C e D, que cresceram mais nos últimos cinco anos com aquela ilusão do grande boom do crescimento. Essas classes tinham o sonho de colocar os filhos na escola particular e, com os cortes que fizeram no orçamento, a escola não coube mais”, disse Amábile. Segundo ela, nas escolas que atendem predominantemente as classes A e B, houve aumento de 3% a 4% nas matrículas.

No Distrito Federal, este ano, a rede pública recebeu 10 mil solicitações de matrículas a mais que em 2015. O subsecretário de Planejamento, Acompanhamento e Avaliação Educacional da Secretaria de Educação local, Fábio Pereira, disse que o principal motivo do aumento da demanda deve ser mesmo a migração de estudantes da rede privada para a pública, por causa da crise e do encarecimento das mensalidades escolares.

“A Secretaria de Educação recebe em média 30,32 mil solicitações de novas matrícula a cada ano, e neste foram cerca de 42 mil. Isso, certamente, reflete a transferência desses alunos da rede particular para a [rede] pública, e também a chegada de novas crianças ao Distrito Federal”, disse ele.

Retorno

De acordo com Fábio Pereira, além da crise há também um movimento de retorno da classe média para a escola pública, motivado por incentivos como a reserva de vagas em universidades para estudantes vindos das rede pública.

Segundo ele, a rede pública do Distrito Federal se preparou para receber mais estudantes. “Isso já era esperado. Então, ao longo de 2015 buscamos reorganizar a rede, ampliamos escolas, fizemos reformas e locamos novos espaços justamente para atender essa demanda”, acrescentou.

O diretor executivo da Rede Educacional Alub, Alexandre Crispi, diz que neste ano observou intenso movimento de migração de estudantes entre escolas privadas, saindo daquelas com mensalidades mais caras para as de preço mais baixo. Ele conta que as matrículas nas unidades da rede Alub, que tem foco na classe C, cresceram 14% este ano, em comparação com o ano passado.

Segundo Crispi, muitos pais fazem cortes e remanejam gastos para manter os filhos na escola particular. Além de mudar os filhos de escola, em função do preço, ele diz que as famílias têm recorrido ao corte de transporte escolar, de cursos de línguas e aulas de esportes.

“Se os pais precisarem mudar os estudantes de escola, que escolham uma que tenha perfil pedagógico mais próximo”, recomenda Crispi.

Menos despesas

Frederico de Carvalho, que trabalha na área de marketing esportivo e cultural, viu a crise avançar e recorreu a duas alternativas para reduzir os gastos com os estudos dos filhos este ano: transferiu o filho de 17 anos da escola particular para a pública e a filha de 4 anos continuou na rede particular, mas agora em uma escola com valor da mensalidade menor.

Para o filho, Carvalho procurou uma escola pública que teve bons resultados na aprovação de estudantes na Universidade de Brasília. Ele conta que o rapaz gostou da mudança. “Ele está satisfeito porque sabe que quem faz a escola é o aluno, e o terceiro ano lá é bem puxado para quem está querendo realmente estudar”, disse. O produtor diz que, com a economia do remanejamento das escolas, será possível usar parte do dinheiro da mensalidade para abrir uma poupança para o filho mais velho.

O presidente da Associação de Pais e Alunos das Instituições de Ensino do DF, Luís Claudio Megiorin, relata que também observou a migração de estudantes da Classe C, da rede particular para a pública, e entre unidades da rede privada. “Vemos que, com essa crise econômica, muitos pais não tiveram mais como bancar a escola privada, e acredito que são os pais da Classe C para baixo, a nova classe média”, salientou.

Para ele, os pais devem ficar atentos à qualidade da educação dos dois lados, pois as escolas públicas recebem mais alunos, e isso gera mais desgaste para os professores e aumento no número de estudantes por turma. Por outro lado, a escola privada, ao cortar custos, pode comprometer a qualidade do ensino.





Edição: Stênio Ribeiro, Yara Aquino - Repórter da Agência Brasil



Estados e municípios recebem nesta quarta-feira recursos do Fundeb.


Os estados e municípios brasileiros recebem hoje (22), em suas contas-correntes, a parcela do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) relativa a fevereiro. Do total de R$ 918,97 milhões repassados, R$ 91,89 milhões (10% do total) devem ser destinados à complementação do pagamento do piso do magistério.

Os estados que vão receber a complementação são Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco e Piauí. De acordo com a lei, a União repassa a complementação aos estados e municípios que não alcançam, com a própria arrecadação, o valor mínimo nacional por aluno estabelecido a cada ano. Em 2017, esse valor é de R$ 2.875,03.

O Fundeb é formado, quase totalmente, por recursos provenientes de percentuais de tributos, como o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), e transferências vinculadas à educação. Além desses recursos locais, ainda compõe o Fundeb, a título de complementação, uma parcela de recursos federais.

Os recursos do fundo, repassados aos estados e municípios, devem ser aplicados na remuneração de profissionais do magistério em efetivo exercício, como professores, diretores e orientadores educacionais. A verba também pode ser aplicada em despesas de manutenção e desenvolvimento do ensino, compreendendo, entre outras ações, a aquisição de equipamentos e a construção de escolas.




Agência Brasil 

Quadrilha explode cofre de banco, faz reféns e metralha delegacia no RN.


Cofre da agência bancária foi explodido 
Pelo menos 15 homens, todos vestidos com roupas pretas e encapuzados, causaram terror em Santana do Matos, na região Seridó do Rio Grande do Norte, na madrugada desta quarta-feira (22). De acordo com a Polícia Militar, a quadrilha fez dois vigias de reféns e explodiu o cofre da agência do Banco do Brasil da cidade. O bando estava dividido em dois e enquanto uma parte estava na agência, à outra atirava no prédio e em carros da PM.

Segundo a PM, toda a ação durou quase uma hora. Começou por volta das 3h, quando os criminosos chegaram à cidade e se dividiram. Uma parte do grupo cercou a delegacia da cidade e atirou para manter os militares acuados. Eles atiraram contra o prédio e um carro da corporação. Ninguém ficou ferido. A outra parte usou dois vigias de rua como reféns e entrou pela porta da frente da agência. O alvo foi o cofre da unidade, que foi explodido.

Na fuga, grampos de ferro foram espalhados pelas estradas que dão acesso à cidade. Pontiagudos, os grampos são usados para furar os pneus dos carros.

Assim, a polícia também teve dificuldade de partir em busca dos bandidos, que conseguiram ir embora. Os criminosos também atearam fogo em um carro para bloquear uma das entradas da cidade.

Carro foi incendiado e usado para bloquear a estrada

G1

Piada: Jucá pede desculpas e diz que suruba foi citação a música dos Mamonas Assassinas


Senador diz que metáfora foi publicada fora de contexto, mas gravação de entrevista não tem nenhuma menção à música 'Vira-vira'.


O líder do governo no Congresso, senador Romero Jucá (PMDB-RR), pediu desculpas na terça-feira, 21, por ter usado o termo "suruba selecionada" ao se referir à proposta de restringir o foro privilegiado para processos judiciais envolvendo agentes públicos. "Se acabar o foro, é para todo mundo. Suruba é suruba. Aí é todo mundo na suruba, não uma suruba selecionada", disse na segunda-feira, 20, o peemedebista em entrevista ao jornal "O Estado de S. Paulo". "Se acabar o foro, é para todo mundo. Suruba é suruba. Aí é todo mundo na suruba, não uma suruba selecionada". Senador Romero Jucá.

A afirmação de Jucá — investigado na Operação Lava Jato — foi uma reação à proposta em debate no Supremo Tribunal Federal (STF) de restringir o alcance da prerrogativa dos políticos ao mandato em exercício. Caso a medida avance, Romero Jucá defende abranger integrantes do Judiciário e do Ministério Público. A proposta em discussão prevê que o direito a foro privilegiado só valha para denúncias de crimes praticados durante o exercício do mandato.

Na entrevista da terça-feira, o senador repetiu que a redução do foro não poderia valer só para o Legislativo. Mas afirmou que sua declaração fora retirada de contexto. Alegou haver citado a música da banda Mamonas Assassinas, "Vira-vira", para fazer referência ao termo suruba, o que o senador afirma não ter sido citado na reportagem. Contudo, na entrevista feita na segunda-feira pelo Broadcast Político, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado — que foi assistida por outras pessoas e gravada na íntegra — o senador não fez qualquer referência à música dos Mamonas Assassinas.

Primeiro, o senador falou em "suruba" para criticar a possibilidade de o foro ser restrito apenas a quem tenha mandato eletivo. Depois, ressaltou que o Supremo ainda vai decidir se caberá à própria Corte alterar a interpretação do foro ou apenas por meio de uma mudança na Constituição pelo Legislativo. "Não é coisa de curto prazo, para amanhã", disse.

Perguntar não é crime:

Romero Jucá diz que STF quer fazer "suruba selecionada" com o fim do Foro Privilegiado? Quem seria os 'surubadores' e a mulher surubada? A Justiça tem por símbolo uma mulher cega com uma balança na mão, será que foi por isso que Jucá falou em suruba ao criticar o STF?





Com informações de Estadão Conteúdo

21 de fev de 2017

Gordofobia: O magro de hoje pode ser o gordo de amanhã



Confesso que até o ano de 2007 eu tinha um pouco de preconceito com gente gorda. Quando jovem, uma linda moça se apaixonou por minha pessoa, mesmo eu sendo queixudo e meio feioso, achava a jovem bonita mas não quis namorar com ela porque a mesma era gorda.

Me converti a igreja evangélica e mesmo assim continuei contra os gordos. Sabia que muitos são gordo por ordem hereditária, alterações harmônica, efeitos de algumas enfermidade, como a depressão e outras doenças, efeito negativo de medicamentos e outros produtos químicos e a famosa glutonaria, mesmo assim pensava que a pessoa só era gorda porque queria, vivendo acomodado em vida sedentária.

O tempo passou e chegou o ano de 2006, neste ano começou a mudanças da minha mentalidade, devido as leituras de clássicos do pensamento universal, minha saída do movimento gospel, entrada no movimento político e sindical, morte do meu irmão queimado em um incêndio em uma sapataria, na zona leste de Campina Grande, que me levou ao mundo escuro da depressão,  onde fiquei com traumas com a origem da vida e a morte do ser humano, e para acabar de matar, fui jogado para trabalhar no mundo dos mortos, no cemitério de Bodocongó, nesta cidade, depois veio o cancelamento de minha campanha eleitoral. A depressão me levou a obesidade, aquele cara que antes era magro, praticante de Kung Fu, que criticava alguns gordos por viver no sedentarismo, agora luta para perder peso.


Hoje vivo em confronto com a balança, minha guerra é  controlar o apetite para sair do sobrepeso,  ou melhor, obesidade gerada por medicamentos misturados com bebidas alcoólica. Mas ainda bem que me livrei dos remédios e bebida alcoólica, só não posso deixar de comer e beber água, porém, tem que ser tudo com moderação, poque água e comida de mais faz mal a saúde.

Deixei de lado o preconceito com o gordo poque me tornei gordo também. A leitura filosófica me fez ser mais humano, já a depressão mudou minha forma de pensar e de ver a vida, agora, vejo que, ás vezes nos perdermos em meio a multidão dos "normais", porque não agradamos nem seguimos o modelo cultural, tradicional da religião, estética e modismo oficial, que reina sobre a a forma de pensar, ética e a moral criando um super homem, eterno só na cabeça dele que discrimina os outros por não ser igual a ele.

O tempo e o sofrimento me fez mudar de visão para com alguns gordos, vivo nessa luta em busca de perder peso, mas foi bom ficar gordo, pois perdi o preconceito, sabendo que o forte, parrudo, magro e o gordo tem o mesmo destino, a sepultura.

Cuidado com seu preconceito ou gordofobia, o magro de hoje pode ser o gordo de amanhã, no fim, todos acabam sendo defuntos!





Blog do Gari Martins da Cachoeira





"Casamento" estranho: Esqueça Adão e Eva , cientista diz que ser humano só veio existir depois de uma trepada de uma porca com um macaco!



De acordo com um geneticista, a espécie humana surgiu após uma fêmea de porco ter relações sexuais com um chimpanzé. A afirmação é extremamente controversa e causou polêmica. A alegação é do pesquisador Eugene McCarthy, da Universidade da Geórgia, considerado líder mundial sobre assuntos que envolvam animais híbridos. Ele ressalta que enquanto os seres humanos têm muitas características em comum com os chimpanzés, também temos uma infinidade de coisas que não são compartilhadas com outros primatas. O Dr. McCarthy afirmou que essas características divergentes são, provavelmente, o resultado de uma origem híbrida em algum ponto distante na história evolutiva humana. Além disso, ele sugere que há um animal que tem todas as características que distinguem os seres humanos de nossos primatas no reino animal: “O que é esse outro animal que tem todas essas características? Ele pergunta retoricamente. A resposta é apenas uma: o porco.”

Dr. McCarthy elaborou sua hipótese e surpreendeu o mundo em um artigo publicado no site Macro Evolution. Ele comentou ainda que isso é apenas uma hipótese, mas existem provas [sic] convincentes que podem sustentá-la.
Atualmente, os cientistas supõem que os chimpanzés são mais próximos dos parentes evolutivos dos seres humanos atuais, uma teoria amplamente apoiada pelas evidências genéticas [embora haja controvérsias não mencionadas aqui].

No entanto, o Dr. McCarthy aponta que, apesar da similaridade genética, há um grande número de características anatômicas que distinguem as duas espécies. Essas características distintas, incluindo a pele sem pelos densos, uma espessa camada de gordura subcutânea, olhos claros, nariz saliente e cílios pesados são apenas alguns pontos ressaltados por ele que são compartilhadas com os suínos.

Há também certo número de semelhanças menos óbvias, mas igualmente inexplicáveis, entre os humanos e os porcos, como a estrutura da pele e os órgãos. Na verdade, os tecidos da pele do porco e suas válvulas cardíacas podem até ser usados na medicina devido à semelhança e compatibilidade com o corpo humano.
Ele disse que o porco-chimpanzé original foi, provavelmente, seguido por várias gerações de “backcrossing”, onde os filhos dele viviam entre os chimpanzés e se acasalavam com eles – tornando-se mais como chimpanzés e menos suínos a cada nova geração.

Isso ajuda a explicar o problema da infertilidade dos híbridos. Ele afirma que a crença popular de que os híbridos são sempre estéreis é uma afirmação falsa e que, em muitos casos, eles são capazes de reprodução com companheiros da mesma espécie de um dos pais.

Depois de várias gerações, a cepa híbrida teria se tornado fértil o suficiente para reproduzir entre si.
Evidentemente, a teoria de McCarthy foi alvo de inúmeras críticas por biólogos evolucionistas.



(Jornal Ciência, R7)




Vale nada: Servidores reclamam porque PMCG não repassa o Vale Transporte em dia



Os servidores efetivos da PMCG, que dependem do Vale Transporte, por meio do Cartão Vale Mais, para a sua  locomoção de casa para o trababalho, via transporte coletivo monicipal, estão teclando da prefeitura por não depositar em dia os créditos de Vale Transporte no Cartão Vale. Mais, que sem crédito não vale nada.

Segundo um diretor do Sintab (Sindicato dos Trabalhadores Públicos do Agreste da Borborema), se a PMCG não criar uma data certa pra o deposito dos crédito s, nem libetar os Vales Transporte, eles não irão trabalhar pois estão pagando passsgem avulsa de onibus, tendo sido descontado em seu salário e não repassado ao Sitrans, ficando assim os servidores prejudicados.

O sindicalista disse que faz tempo que a prefeitura desconta do servidor mas não repassa em dia, e que isso é herança maldita de outras administrações anteriores, copiada na atual gestão.

Com a palavrar o secretário de Administração municipal, ou o perfeito Romero Rodrigues...



Blog Gari Martins da Cachoeira



Origem da estátua: A verdade sobre a estátua de Aparecida


Como se deu a descoberta de Nossa Senhora de Aparecida?


Por Édino Melo

Como eu fui devoto da Santa, decidi pesquisar melhor a sua verdadeira origem. Em 16 de julho de 1930 o papa Pio XI declarou e constituiu a imagem “aparecida” como padroeira da nação Brasileira.

Conta-se que a imagem foi encontrada no Rio Paraíba, próximo do Porto de Itaguassu, no ano de 1717, por três pescadores que foram pescar para um grande banquete oferecido ao governador da Província de São Paulo e Minas Gerais. Na primeira vez que lançaram as redes encontraram a imagem sem cabeça e logo após, com os peixes, a parte que faltava.

Por causa disso, os pescadores chamaram o ocorrido de “milagre”. Com os boatos, deu-se início às romarias que culminou na construção da Basílica de Aparecida do Norte.

Esta história foi investigada pelo Dr. Aníbal Pereira dos Reis, ordenado padre em 1949, como ardente devoto da imagem. Conviveu com os bastidores de Aparecida, e por se tornar sacerdote da cidade de Guaratinguetá, pôde tirar, portanto, conclusões exatas sobre a origem da imagem.

Após descobrir a verdadeira história da aparição, depois de uma longa investigação, o padre Aníbal se converteu ao Evangelho.

A história verdadeira segue da seguinte forma: tendo em vista a febre do ouro, as desordens nas Capitanias de São Paulo e Minas Gerais e o descontrole do governo de Dom Braz Baltazar da Silveira, o Conde de Assur foi enviado para interferir na situação e recobrar a ordem. A chegada na cidade de Guaratinguetá despertou o interesse do vigário local, José Alves Vilela, em se tornar Bispo. Por isso, programou um jantar para a Câmara Municipal.

Para tal evento precisava de uma grande quantidade de peixes. Então, orientou os três pescadores para lançarem suas redes próximo ao Porto. Na pesca encontraram as duas partes da imagem. Até aí tudo certo! Mas, o que ocorreu de fato?

O padre fora ao Porto de Itaguassu, antes de os pescadores chegarem, e colocou a imagem bem no local em que o mesmo os indicara para lançarem as redes. Logo após, providenciou para que ela estivesse nas redes.

Como o povo da região estava presente para receber o Governador, baseado na “santidade do padre”, divulgou-se a notícia do “milagre”. O padre entregou a imagem ao pescador Felipe Pedroso, residente no sopé do morro dos Coqueiros. Frustrando-se, porém, em conseguir o bispado, passou a utilizar o fato para fazer romarias locais.

Em 1743, quando chegaram à capela, feita para a imagem, não a encontraram. O padre os orientou que a procurassem nas redondezas. Após a busca acharam-na numa pedra. Esse fato repetiu-se na semana seguinte. Assim, as festividades e as missas tornaram-se ainda mais populares.

O padre então aconselhou o povo para construir um templo no alto do morro dos Coqueiros, o qual tornou-se numa das maiores fontes de arrecadação de dinheiro para os cofres do Vaticano.

Com tudo isso, porém, ninguém desconfiou que o mesmo padre foi quem retirou a imagem da capela levando-a ao morro para engano de todos. Suas tentativas de tornar-se bispo frustraram-se. Morreu como um simples vigário!

Houve um fato que ocorreu, envolvendo minha família, que me deixou perplexo sobre a Nossa Senhora da Aparecida. Fiquei chocado, especialmente porque eu era um devoto dedicado, que havia participado do cumprimento de várias promessas feitas à santa.

Como minha mãe não sabia o que fazer para obter a restauração do meu pai, que era alcoólatra  e estava enfermo, ela o levou a um centro espírita. Ao chegar lá notei que havia uma imagem da santa junto aos exus, entre eles, Lúcifer, isto é, o diabo.

O que uma santa estaria fazendo ao lado de Satanás? Fiquei literalmente em crise. A partir dessa da­ta, deixei de acreditar nela. A Bíblia diz: Andarão dois juntos se não houver entre eles acordo ? (Amós 3.3).


(Fontes: Isaías Magalhães, Blog Yahoo – Religião e Espiritualidade, Livro Ferramentas nº 77, Verdades sobre os santos católicos – Autor: Édino Melo)
________________________________________

Essa foi a visão de um evangélico, veja abaixo a visão dos católicos sobre essa estatua que encontrada por pescadores e transformada em santa pela Igreja Católica, que fez da estatua de Maria Aparecida (Conceição), que  é de uma mulher negar, que foi encontra em um rio sem cabeça e a Igreja aceitou e batizou de Nossa Senhora Aparecida para satisfazer a crendice do povo.
________________________________________


História de Nossa Senhora Aparecida 


Nossa Senhora Aparecida

Nossa Senhora AparecidaNossa Senhora Aparecida, é a forma como Nossa Senhora é carinhosamente chamada no Brasil, país do qual é padroeira. Ela é reverenciada numa estátua de Nossa Senhora da Conceição, vestida com um manto azul todo enfeitado. Ela fica exposta na Basílica de Nossa Senhora Aparecida, em Aparecida, interior do Estado de São Paulo. A festa em sua honra é celebrada no dia 12 de outubro, também dia das crianças. Este dia é feriado para os brasileiros desde 1980, quando a basílica foi consagrada por João Paulo II em sua primeira visita ao Brasil. A basílica de Aparecida é a segunda maior do mundo, a quarta igreja mariana que recebe mais visitas no mundo, com a incrível capacidade de receber 45 mil romeiros no seu interior.

História de Nossa Senhora aparecida

Os fatos foram registrados primeiramente pelos padres José Alves Vilela, em 1743, e João de Morais e Aguiar, em 1757. Esses registros foram feitos nos livros da Paróquia de Santo Antônio de Guaratinguetá, à qual pertencia a região onde a imagem foi encontrada. A imagem apareceu em outubro de 1717. E os fatos aconteceram assim:

Dom Pedro de Almeida, governante da capitania de São Paulo e Minas de Ouro, homem que detinha também o título de Conde de Assumar, passava por Guaratinguetá, SP, quando viajava para Vila Rica, MG. A população organizou uma festa para receber o conde de Assumar. Para prepararem a comida, pescadores foram para o rio Paraíba com a difícil missão de conseguirem muitos peixes para a comitiva do governador, mesmo não sendo tempo de pesca. Domingos Garcia, Filipe Pedroso e João Alves, sentindo o peso de sua responsabilidade, fizeram uma oração pedindo a ajuda da Mãe de Deus. Depois de tentar várias vezes sem sucesso, na altura do Porto Itaguaçu, já desistindo da pescaria, João Alves lançou a rede novamente. Não pegou nenhum peixe, mas apanhou a imagem de Nossa Senhora da Conceição. Porém, faltando a cabeça. Emocionado, lançou de novo a rede e, desta vez, pegou a cabeça que se encaixou perfeitamente na pequena imagem. Só este fato, já foi um grande milagre. Mas, após esse achado, eles apanharam tamanha quantidade de peixes que tiveram que retornar ao porto com medo de a canoa virar. Os pescadores chegaram a Guaratinguetá eufóricos e emocionados com o que presenciaram e toda a população entendeu o fato como intervenção divina. Assim aconteceu o primeiro de muitos milagres pela ação de Nossa Senhora Aparecida.

Devoção a Nossa Senhora Aparecida

A imagem ficou na casa de Filipe Pedroso por 15 anos. Ali, os amigos e vizinhos se encontravam para rezar à Nossa Senhora da Conceição. Graças e mais graças começaram a acontecer e a história se espalhava Brasil afora. Por várias vezes, à noite, ao rezarem junto à imagem, as pessoas viam que as luzes se apagavam e depois acendiam misteriosamente. Então, todo o povo da vizinhança passou a rezar aos pés da imagem. Construíram um pequeno oratório em Itaguaçu, que em pouco tempo já não comportava o grande número de fieis que para lá acorria.

Primeira Capela

O vigário da cidade de Guaratinguetá resolveu construir uma capela no morro dos Coqueiros. As obras terminaram em julho de 1745. O filho de Filipe Pedroso ajudou a construir essa capela. No dia 20 de abril de 1822, o imperador Dom Pedro I, juntamente com uma grande comitiva, fizeram uma visita à capela para homenagear a imagem milagrosa da Senhora de Aparecida, como também é conhecida.

A quantidade de pessoas e romeiros que visitavam a imagem aumentava a cada dia. Por isso, em 1834, deram início às obras da igreja que é conhecida hoje como Basílica Velha. Ela era bem maior que a capela e foi consagrada no dia 8 de dezembro do ano de 1888.

Coroa e Manto de Nossa Senhora Aparecida

Em sua segunda visita à basílica, feita no dia 6 de novembro de 1888, a Princesa Isabel ofereceu à santa uma bela coroa feita de ouro, enfeitada com rubis e diamantes. Era o cumprimento da promessa feita 20 anos antes, na primeira visita feita à imagem.

Missionários Redentoristas

Os Missionários Redentoristas, congregação de origem italiana, chegaram a Aparecida em outubro de 1894. Eram padres, religiosos e irmãos que se dedicavam ao trabalho de atender a todos os romeiros que chegavam para rezar e cumprir suas promessas a Nossa Senhora Aparecida.

Coroação e favores

A imagem foi solenemente coroada – com a coroa que a Princesa Isabel doou – em 8 de setembro de 1904. A imagem passou a ser apresentada, então, com o manto azul anil, bordado com ouro e pedras preciosas. A celebração foi presidida por Dom José Camargo Barros. Estavam presentes o Núncio Apostólico, vários bispos, o senhor Rodrigues Alves, então Presidente da República, e grande multidão. Após este fato, o Santo Padre concedeu ao Santuário de Aparecida outros favores: Ofício e missa própria de Nossa Senhora Aparecida e indulgências para os romeiros em peregrinação ao Santuário.

A Basílica e a Cidade

Em 29 de abril de 1908, a igreja passou a ser chamada de Basílica Menor e sua sagração se deu no dia 5 de setembro de 1909. Para a solenidade o Papa Pio X enviou, de Roma, relíquias de São Vicente Mártir. No dia 17 de dezembro de 1928, a vila que crescera em volta da Basílica e que pertencia ao município de Guaratinguetá, fica independente, tornando-se o município de Aparecida do Norte. Hoje, a cidade se chama Aparecida.

Nossa Senhora Aparecida, Rainha e padroeira do Brasil

O Papa Pio XI decreta Nossa Senhora da Conceição Aparecida como Rainha e Padroeira do Brasil no dia 16 de julho de 1930. A Lei Federal nº 6.802 (30/06/1980) decreta oficialmente o dia 12 de outubro como feriado nacional, dia de devoção à santa. Esta Lei Federal também reconhece Maria como sendo a protetora do Brasil.

Rosa de Ouro

Em 1967, na festa de 250 anos da devoção, o Papa Paulo VI ofereceu ao Santuário a Rosa de Ouro, gesto repetido pelo Papa Bento XVI, que ofereceu outra Rosa, em 2007, por ocasião de sua Viagem Apostólica ao país, reconhecendo a importância da devoção a Nossa Senhora Aparecida e do Santuário de Aparecida para o Brasil.

Nova Basílica

O fenômeno de Aparecida é impressionante. O número de romeiros cresce, cresce, cresce. Milhares de graças e milagres são relatados ano após ano. Por isso, uma nova basílica, bem maior, começou a ser construída em 1955 para acolher o numeroso fluxo de romeiros vindos de todo o país. Benedito Calixto, o arquiteto responsável pela obra, idealizou um edifício no formato da cruz grega. A igreja tem 168m de largura por 173m de comprimento. Suas naves chegam a 40m de altura e a cúpula central alcança 70m de pé direito. É uma obra impressionante. No dia 4 de julho de 1980, numa celebração eucarística solenemente conduzida pelo Papa João Paulo II, a Basílica de Nossa Senhora Aparecida foi finalmente consagrada. O santuário de Aparecida é a maior basílica do mundo dedicada à Maria Mãe de Deus.

Oração a Nossa Senhora Aparecida

Ó incomparável Senhora da Conceição Aparecida. Mãe de meu Deus, Rainha dos Anjos, Advogada dos pecadores, Refúgio e Consolação dos aflitos e atribulados, ó Virgem Santíssima; cheia de poder e bondade, lançai sobre nós um olhar favorável, para que sejamos socorridos em todas as necessidades.
Lembrai-vos, clementíssima Mãe Aparecida, que não se consta que de todos os que têm a vós recorrido, invocado vosso santíssimo nome e implorado vossa singular proteção, fosse por vós algum abandonado. Animado com esta confiança a vós recorro: tomo-vos de hoje para sempre por minha Mãe, minha protetora, minha consolação e guia, minha esperança e minha luz na hora da morte.  Assim pois, Senhora, livrai-me de tudo o que possa ofender-vos e a vosso Filho meu Redentor e Senhor Jesus Cristo. Virgem bendita, preservai este vosso indigno servo, esta casa e seus habitantes, da peste, fome, guerra, raios, tempestades e outros perigos e males que nos possam flagelar. Soberana Senhora, dignai-vos dirigir-nos em todos os negócios espirituais e temporais; livrai-nos da tentação do demônio, para que, trilhando o caminho da virtude, pelos merecimentos da vossa puríssima Virgindade e do preciosíssimo Sangue de vosso Filho, vos possamos ver, amar e gozar na eterna glória, por todos os séculos dos séculos. Amém.


Fonte: Cruz Terra Santa
________________________________________


Observe bem, para os católicos, a Nossa Senhora Aparecida, é a forma como Nossa Senhora é carinhosamente chamada no Brasil, país do qual é padroeira. Ela é reverenciada numa estátua de Nossa Senhora da Conceição, vestida com um manto azul todo enfeitado. Ela fica exposta na Basílica de Nossa Senhora Aparecida, em Aparecida, interior do Estado de São Paulo.

Veja só a contradição na música de Roberto Carlos, "Todas As Nossas Senhoras", que diz: "Minha mãe, Nossa Senhora, somos todos filhos seus. Todas as Nossas Senhoras são a mesma mãe de Deus." Quantas Nossa Senhora existiu, ou melhor, quantas mães Jesus teve? Deus tem mãe, quantas mãe ele tem? A música é bonita e bem feita, mas revela ao pé da letra a contradição Das Marias e sua multiplicidade.

Todos sabem que a Nossa Senhora, ou melhor, a estatua de Maria Aparecida (Conceição) é de uma mulher negar que foi encontra em um rio sem cabeça e a Igreja aceitou e batizou de Nossa Senhora Aparecida para satisfazer a crendice do povo.

Só existiu uma aparição da Maria de Nazaré, só nos poucos relatos da Bíblia, o resto é mariolatria papal que 'cospe' em cima da Bíblia ao cultuar a Maria, mãe de Jesus.

Dizer que todas as Nossas Senhoras são a mesma mãe de Jesus é uma revelação de múltipla personalidade incorporada em varias pessoas? Veja que no Brasil Nossa Senhora é Afrodescendente, isto é, a Nossa Senhora Aparecida é uma negra, já em Portugal a Nossa Senhora é a branca de Fátima, no México é a branca de Guadalupe, já a Maria de Nazaré não tem nada com essas todas Marias que a Igreja Católica inventou diante de cada cultura religiosa de cada povo. Muita contradição essas "Todas As Nossas Senhoras" e tradição da Mariolatria da Igreja.

A Maria de Nazaré nunca veio nas Américas, ela morreu e nunca foi para os Céus.

Eu não me acho dono de verdades, só não acredito na cultura e tradição da igreja, ou melhor, do império papal. Acredita sem questionar, isso se chama, fanatismo moderado.

A igreja transformou uma estatua, sem saber sequer a origem da sua fabricação, quais os fins da sua fundição, se era para cultos afrodescendentes ou outra forma de culto religioso, tudo isso pra conquistar os cristão. Usa dessa modalidade desde a Idade média, aceitou e incorporou o culto, cultura e tradição do paganismo no Cristianismo para satisfazer o clérigo e aumentar o seu poder eclesiástico na politica e toda as esfera da sociedade. O Concilio de Niceia como outros Concílios, serviu para paganizar a Igreja, isso teve inicio com a suposta convenção do Imperador Romano, Constantino, que junto com sua mãe, desviou a Igreja cristã do seu manual religioso, a Bíblia.


Blog do Gari Martins  da Cachoeira 



TV Blog Gari Martins da Cachoeira